10 de agosto de 2022   |   11:49  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Plano de combate as queimadas irá abranger o Acre e mais 14 estados

O investimento é de R$ 77 milhões.

_________________Publicidade_________________

O Ministério da Justiça e Segurança Pública comunicou, na última terça-feira (21), a mobilização de uma força-tarefa para atuar no combate a incêndios e a queimadas.

Com o início do verão amazônico, surgem os focos de incêndio. Em um período de menos de cinco meses, o estado acreano já registrou 322 focos de queimadas. É o que apontam dados do Dados do Inpe, no período de 1º janeiro a 23 de maio deste ano.

O foco principal, do programa é combater focos de incêndios e crimes ambientais. No ano de 2021, de acordo com o balanço do governo, os profissionais da força-tarefa combateram 18 mil focos de incêndio florestais e atuaram contra 7 mil crimes ambientais.

Aproximadamente 6 mil agentes das forças de segurança irão atuar em 15 estados na segunda edição da Operação Guardiões do Bioma, os estados de atuação serão os seguintes:

Acre, Amazonas, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul e Tocantins.

O trabalho de contenção do fogo será feito até janeiro de 2023, com 1,8 mil agentes da Força Nacional e mais 3 mil brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e do Ibama, além de bombeiros de 15 estados.

O ministério espera superar o índice de 24% de redução de áreas queimadas, alcançado no ano passado, na primeira fase da operação.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS