Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Pecuarista preso na Operação Fake Bois expunha animais de luxo em programa de TV

Boiada chegou a aparecer em programa de TV como gado de excelente qualidade

_________________Publicidade_________________

Uma semana antes de ser preso pela Polícia Civil na última segunda-feira (18), na quinta fase da “Operação Fake Boi”, batizada de “A Queda do Peão”, o principal implicado no caso, o pecuarista Guilherme Salmazo, preso em uma fazenda no município de Senador Guimard, teve a qualidade de seus animais elogiada no programa “Giro do Boi”. O programa “O Giro do Boi” é uma plataforma de comunicação (TV e Internet) cujo objetivo é apoiar o pecuarista brasileiro.

“Conheça os lotes que foram atração do Giro pelo Brasil desta quinta-feira, 07/10. Os animais foram enviados por fazendas no Acre e em São Paulo. Essa boiada veio de semiconfinamento e depois ficou 78 dias fechada, confinada. Ela passou de 21 arroba […] Bruta de boa!”, destacou o gerente de Friboi em Rio Branco, Alcides Teixeira.

“Era gado engordado com os recursos da sonegação”, disse um pecuarista que apoia as ações da polícia no combate aos crimes com a venda de animais sem o devido pagamento de impostos, um prejuízo superior a R$ 2,5 milhões aos cofres públicos. O pecuarista está preso e teve bens apreendidos, como automóveis de luxo e de transporte de gado. Os veículos apreendidos seriam suficientes para pagar o prejuízo sofrido pelo Estado na transação ilegal.

A operação foi chamada de “A Queda do peão” porque se descobriu que o principal implicado usava a identidade de um empregado da fazenda para executar as operações irregulares.

Via – Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas