Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Para vencer a Euro, França proíbe jogadores de fazer sexo

_________________Publicidade_________________

A seleção francesa é uma das principais favoritas ao título da Euro 2020 e o técnico Deschamps quer que seus jogadores tenham apenas uma coisa em mente: o próximo jogo. Diante disso, adotou uma medida polêmica.https://9a3f6e9a1b12f21cc72d336475e2f395.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Os jogadores da França, que enfrentam a Suíça hoje, às 16 horas, por uma vaga nas quartas de final, chegam a um confronto em abstinência sexual.

De acordo com o jornal italiano La Gazzetta dello Sport e o francês Le Parisien, o treinador impôs o regime de concentração rígido e impede os jogadores de qualquer contato com suas esposas e namoradas.

Desta forma, os Griezmann, Mbappé, Pogba, Benzema, Kanté, Koundé ou Varane, entre outros, estão há mais de um mês sem qualquer contato físico com as suas parceiras. “É difícil, mas não pode ser feito de outra forma. Você tem que aceitar”, lamentou Griezmann.

Uma fonte anônima citada pela mídia francesa lembra da idade dos jogadores da seleção.

“A maioria dos jogadores está na casa dos vinte anos e só lhes resta, sabe …”, relatou, antes de completar. “A abstinência não cria tensão, mas é um assunto polêmico. Até porque fica difícil nem mesmo poder dar um beijo ou um carinho na esposa, ou namorada”.

Dias em família também foram proibidos e o contato com as pessoas mais próximas durante as partidas é limitado.

E se alguém se sentir tentado a quebrar a regra, há um serviço de segurança que mantém vigilância para evitar entradas noturnas ou escapadas do hotel.

Entre os que defendem a medida a principal justificativa é que não se trata de um capricho nem responde estritamente a um método habitual do treinador e o motivo principal seria preservar a bolha em que convive a seleção francesa e, assim, evitar possíveis riscos de contágio do novo coronavírus.

Resta saber se a medida, bastante impopular embora assumida sem discussão, dará os resultados esperados ao atual campeão mundial.

O pior para os jogadores franceses é que, para chegar ao título, há algumas semanas pela frente, até 11 de julho, data da final.

Via-IG

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas