Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Pai comemora alta da filha de 13 anos que perdeu parte dos movimentos após se engasgar com pedaço de carne: ‘Milagre’

_________________Publicidade_________________

Sthefany Vitória Ribeiro, de 13 anos, perdeu parte dos movimentos do corpo após se engasgar com um pedaço de carne enquanto almoçava, em Senador Canedo, na Grande Goiânia. Pai dela, Geraldo Pedro Ribeiro comemorou a alta hospitalar da filha, nesta quinta-feira (5), após ela ter ficado mais de três meses internada. Um vídeo mostra a adolescente cantando a música ‘Cem mil’, do cantor Gustavo Lima.

“Ela é muito forte. É um milagre! Queremos levar essa história para pessoas que passam por momentos difíceis. Tenho certeza que ela vai chegar ao final dessa batalha e se tornar mais vencedora ainda”, disse o pai.

Sthéfany com o pai em hospital de Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Geraldo Pedro Ribeiro

Sthéfany com o pai em hospital de Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Geraldo Pedro Ribeiro

O episódio aconteceu no dia 22 de abril, durante um almoço.

“Ela estava almoçando e conversando quando o pedaço de carne entrou nas vias respiratórias dela. A mãe começou a gritar, e eu saí do quarto assustado. Teve parada cardíaca e ficou em estado gravíssimo. Também faltou oxigenação no cérebro o que causou as sequelas”, explicou Geraldo.

Sthefany Vitória foi levada pelo pai até o Hospital Municipal de Senador Canedo. Em seguida, a encaminharam ao Hospital Geral de Goiânia (HGG), onde ficou intubada em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A família teve de se mudar para Goiânia para acompanhar o tratamento de Sthéfany.

Ao sair do HGG, a adolescente foi encaminhada para tratamento no Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer), de onde teve alta hospitalar nesta quinta-feira (5). Ela continuará com tratamento ambulatorial na unidade.

“Ficaram sequelas como a perda de parte das funções motoras das mãos e pernas. A visão também ficou prejudicada. Ela não enxerga totalmente. Mas ela vai continuar o tratamento e logo estará 100%”, pontuou o pai.

Sthéfany em cadeira de rodas no hospital, em Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Geraldo Ribeiro

Sthéfany em cadeira de rodas no hospital, em Goiânia — Foto: Arquivo Pessoal/Geraldo Ribeiro

Perigos do engasgo

Segundo a fonoaudióloga Cinthia Ferreira, o engasgo acontece quando o organismo tenta expulsar um alimento ou objeto que entra pelo “caminho” errado na ingestão. A profissional explica que dá para evitar acidentes apenas prestando atenção na alimentação.

“Normalmente, não prestamos atenção no processo de alimentação, na mastigação, no processo de deglutição. Fazer isso de uma forma “correndo”, prestando atenção em outras coisas, às vezes conversando, você desorganiza esse mecanismo”, explicou Cinthia.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas