11 de agosto de 2022   |   21:56  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Paciente testa positivo para Covid há mais de um ano; cientistas estudam o caso

As mutações que o vírus sofreu dentro do corpo levaram ao surgimento de pelo menos três variantes diferentes dentro do paciente.

_________________Publicidade_________________

Cientistas da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, relataram na semana passada um caso de um paciente que está infectado com o coronavírus há 471 dias (equivalente a 1 ano, 3 meses e 16 dias).

O caso foi descrito em uma pesquisa em versão prévia, que ainda não foi revisada por outros cientistas nem publicada em revista.

Segundo o artigo, várias mutações do coronavírus estão ocorrendo dentro do corpo do paciente – que tem câncer. E não é só: essas mudanças estão ocorrendo em uma velocidade duas vezes mais rápida que a vista globalmente.

As mutações que o vírus sofreu dentro do corpo levaram ao surgimento de pelo menos três variantes diferentes dentro do paciente, que continuam coexistindo dentro dele. Ainda segundo a pesquisa, os vírus continuam infecciosos e o paciente tem alta carga viral, mas não teve sintomas da doença.

Com Informações G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS