Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Operação que investiga fraude em LEDs da capital tem como alvo as empresas ganhadoras da licitação

_________________Publicidade_________________

Na manhã desta quarta-feira, 04, em ação conjunta da Policia Civil do Acre, por meio da Delegacia de Combate a Corrupção (DECCOR) e Policia Civil do Espírito Santo/ES, por meio da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (DRACO) e Policia Civil do Rio de Janeiro através do 4º DPA, foi deflagrada a primeira fase da Operação “Candeeiro”.

Nesta fase da operação, em ação conjunta das policias civis do Acre, Espírito Santo e Rio de Janeiro, foi possível dar cumprimento a 23 (vinte e três) mandados de busca e apreensão, cujo intuito foi apreender documentos, aparelhos telefônicos e dispositivos de informática, que comprovem a existência de um grupo criminoso que foi montado para fraudar a execução de contratos licitatórios para substituição de lâmpadas à vapor de sódio por lâmpadas de Led e manutenção da rede de iluminação do Município de Rio Branco.

A operação policial contou com mais de cento e trinta policiais e cinco delegados do três estados, em uma investigação que visa apurar crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro, associação criminosa, crimes de licitação e outros.

Todos os 23 mandados de busca e apreensão fora expedidos pela justiça do Acre requeridos pelo Delegacia de Combate a Corrupção (DECCOR) e visam investigar crimes oriundos de denuncias de fraudes em licitações e execução de serviços.

Os mandados, somente de busca e apreensão, chancelados pela Justiça do Acre, foram cumpridos na capital Rio Branco e nos municípios de Epitaciolândia e Brasileia, além dos municípios do Espirito Santo de Vitoria, Serra e Colatina; e no Rio de Janeiro na capital e em Arraial do Cabo, com intuito de colher elementos comprobatórios que fomentarão o inquérito investigativo.
Durante o cumprimentos dos mandados de busca e apreensão em alvos de investigados da operação, foram presas duas pessoas em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

A Polícia Civil do Acre agradece as policias dos Estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro pela parceria e engajamento no cumprimento das ordens judiciais da operação “Candeeiro”.

O nome da operação faz referência ao antigo instrumento de iluminação, em referência ao fato de que os investigados, ao contrário do que deveria acontecer, com suas ações deixaram de modernizar a iluminação pública e trouxeram danos milionários aos cofres públicos municipal.

Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas