Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Obras do viaduto da Corrente devem ser licitadas ainda este ano, diz ministro

_________________Publicidade_________________

POR SECOM

Foto: cedida

O governador Gladson Cameli pediu e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, afirmou ser possível que a licitação das obras do primeiro viaduto do Acre, no anel viário da Corrente, em Rio Branco, seja realizada ainda no segundo semestre deste ano.

Em audiência, na manhã desta quarta-feira, 12, com o ministro Tarcísio Gomes, o governador entregou o pré-projeto do viaduto e solicitou a liberação de recursos e urgência na execução da obra, localizada na confluência entre a rodovia AC-40 e a BR-364.

“Esse viaduto é de extrema importância para desafogar o trânsito, agilizar o transporte de cargas e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Acre”, explicou o governador na audiência. Recebeu do ministro a garantia de agilidade na análise dos documentos necessários e a possibilidade de a licitação ocorrer no próximo semestre.

“Essa é uma das obras prioritárias para o governo federal, que está empenhado em melhorar o sistema de transporte do País”, disse o ministro, que já entregou o pré-projeto do viaduto para análise do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

De acordo com o diretor-presidente do Departamento de Estradas de Rodagens do Acre (Deracre) Petrônio Antunes, que acompanhou o governador na audiência, as obras do viaduto da Corrente estão orçadas em cerca de R$ 65 milhões. O viaduto, também contará com vias de acessos laterais e outras medidas como a ampliação da ciclovia da Avenida Chico Mendes, na Rodovia AC-40.

Também participaram da audiência o representante do governo do Acre em Brasília, Ricardo França; o procurador-geral do Estado, João Paulo Setti; além de Eduardo Praça, assessor especial do Ministério da Justiça; Elias Brito, assessor parlamentar do Ministério da Justiça; Adriano Souza, da diretoria-geral do DNIT. O senador Marcio Bittar, o deputado estadual Roberto Duarte e o secretário de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Santos, também estiveram na reunião.

Via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas