Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

O que sabemos sobre as celebrações do jubileu da rainha Elizabeth em Windsor

Os planos para marcar os 70 anos da Rainha Elizabeth II no trono estão a todo vapor; comemorações acontecem em maio de 2022

_________________Publicidade_________________

Foi uma semana gloriosamente ensolarada em Londres e tivemos o prazer de ir ao Palácio de Buckingham para descobrir como estão os planos para marcar os 70 anos da Rainha Elizabeth II no trono. Como é de se esperar, os organizadores estão fazendo o possível para as celebrações em homenagem às sete décadas de serviço da soberana em 2022.

Enquanto a Rainha tecnicamente ascendeu ao trono em 6 de fevereiro de 1952, o primeiro grande evento do próximo ano acontecerá em maio e está programado para celebrar uma das maiores paixões da rainha — seu amor por cavalos.PUBLICIDADE

Uma extravagância equestre de quatro dias será realizada nos terrenos privados do Castelo de Windsor a partir de 12 de maio. Visto pelos organizadores como um aquecimento para o feriado principal do fim de semana em junho, 500 cavalos – incluindo alguns dos próprios pôneis da Rainha – bem como mil dançarinos, músicos e membros das Forças Armadas se apresentarão em um show de 90 minutos para uma plateia de mais de 4 mil membros do público de cada noite (se a Covid-19 permitir).

Os ingressos para a produção foram colocados à venda na quarta-feira (22), com a arrecadação revertida para várias instituições de caridade.

Uma companhia de atores conhecida como Queen’s Players (os cantores da rainha, na tradução livre) conduzirá o espetáculo teatral, concebido como um “galope através da história”, desde o reinado de Elizabeth I até a atual segunda era elisabetana.

“Há um encadeamento muito bom entre duas de nossas grandes monarcas”, disse Simon Brooks-Ward, produtor e diretor do espetáculo em um evento especial de lançamento no Royal Mews, um estábulo em funcionamento no Palácio de Buckingham.

Ele explicou que a apresentação também inclui os “personagens coloridos que povoaram nosso passado, celebra nossas conquistas por meio de nosso pessoal e o que fizemos no passado”. Ele acrescentou: “Depois dos dois anos que tivemos, será descontraído (e) alegre, mas na verdade também tradicional e respeitoso”.

Também contará com artistas visitantes de Omã, Azerbaijão, Bahrein, França, Noruega, Suíça, Canadá, Caribe e Índia. Este último país também celebrará 75 anos de independência em 2022 – portanto, nos disseram para esperar “um grande número de Bollywood”.

*imagem deve ser usada apenas nesta matéria*
Simon Brooks-Ward, produtor e diretor (à direita), e Mike Rake, presidente do comitê consultivo do Jubileu de Platina, posam em frente ao Diamond Jubilee State Coach durante o lançamento para a imprensa da celebração / Yui Mok/PA Images/Getty Images

Também descobrimos que as coisas nem sempre saem como planejado, de acordo com Brooks-Ward, que nos revelou contos de contratempos de celebrações anteriores em que esteve envolvido nas últimas duas décadas. Por exemplo, houve uma época em que uma banda polinésia ficou sem instrumentos para ensaiar, depois que a alfândega os confiscou porque o grupo enfiava frutas “nos trombones e outras coisas”.

Então houve a vez em que um atleta de salto caiu, gerando preocupação entre o público (ele foi examinado por equipes médicas, que determinaram que ele estava apenas sem fôlego).

Ou o “dilúvio bíblico” em 2002, que ameaçou transbordar um dossel sobre a Royal Box, sob a qual o conde e a condessa de Wessex estavam sentados. Nesse caso, alguns funcionários de raciocínio rápido trouxeram “o que só pode ser descrito como sugador para cocô e xixi” dos banheiros, o que ajudou a bombear a água da chuva e evitar um desastre completo. “Nos divertimos um pouco ao longo dos anos”, disse Brooks-Ward.

A última noite do evento também será transmitida ao vivo pela emissora britânica ITV. Depois, em junho, haverá um feriado de fim de semana de quatro dias com um programa de eventos, incluindo desfile, festas de rua e um concerto no Palácio de Buckingham.

Mike Rake, o presidente do comitê consultivo do Jubileu de Platina, disse à CNN internacional que as celebrações em maio irão mostrar o “enorme respeito que a Rainha tem por centenas de milhões de pessoas na Comunidade ao redor do mundo e como ela realmente manteve a Comunidade unida em muitas maneiras.

Ele acrescentou: “A Rainha é uma espécie de farol de algo que fala a um Reino Unido, que fala de serviço, que fala de integridade. E eu acho que isso fica bem com as pessoas em um momento muito difícil para o país e para o mundo”.

Via – CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas