Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

No Juruá, Saúde realiza primeiro seminário regional da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência

_________________Publicidade_________________

Os aplausos dos presentes no auditório da sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em Cruzeiro do Sul, anunciavam a chegada de mais uma grande ação de Saúde para o Vale do Juruá. Ali, o governo do Acre, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre), realiza nos dias 9 e 10, terça e quarta-feira, o primeiro Seminário Regional da Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência e oficina voltada à criação do plano de ação da Rede.

O primeiro seminário da Rede de Atenção à Pessoa com Deficiência desencadeará na elaboração do plano da Rede, que beneficiará cerca de 20 mil portadores de deficiências no Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom

A ação é considerada um marco para gestão de Cameli, pois visa qualificar os serviços de saúde para cerca de 20 mil portadores de alguma deficiência que habitam a região.

Além de servidores da educação e gestores municipais de saúde, também se fizeram presentes ao evento membros da Sesacre, como  a diretora de Redes de Atenção à Saúde, Jocelene Soares de Souza; a coordenadora regional de saúde, Catiana Rodrigues; a coordenadora da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, Domisy Vieira, além da secretária regional da Secretaria de Assistência Social, dos Direitos Humanos e Políticas para as Mulheres (SEASDHM), Milca Santos.

Jocelene de Souza lembra que a iniciativa foi sugerida durante reuniões da Comissão Intergestora Regionais (CIR), e que o governo conta com os profissionais de saúde para a elaboração de políticas que atendam as necessidades de cada regional.

“A CIR veio fortalecer nossas práticas por meio de encontros mensais, que ocorrem entre equipes da Sesacre e gestores de saúde dos municípios”, declarou Jocelene de Souza. Foto: Marcos Santos/Secom

“A CIR veio fortalecer nossas práticas por meio de encontros mensais, que ocorrem entre equipes da Sesacre e gestores de saúde dos municípios. Esse é apenas o início dos trabalhos que a gestão estadual vai desenvolver nas regionais. É um desejo do governador da Gladson Cameli e da nossa titular, Paula Mariano, que possamos abarcar, com grandes ações, todas as nossas redes e as demandas que contam com o nosso apoio”, declarou.

A interação com o público, por meio de questionamentos, esclarecimentos de dúvidas, posicionamentos, além de palestras sobre assuntos ligados ao tema são algumas das atividades programadas para os dois dias de eventos.

“O seminário é uma ferramenta que possibilita ao governo colocar em prática os diretos da pessoa com deficiência, estabelecidos em lei”, acredita Milca Santos. Foto: Marcos Santos/Secom

Milca Santos destacou que “a inclusão social da pessoa com deficiência atende ao tripé da assistência social, estando presente na saúde, educação e, sobretudo, na parte que compete aos direitos humanos”. Para ela, o seminário é uma ferramenta que possibilita ao governo colocar em prática os diretos da pessoa com deficiência, estabelecidos em lei. “É um momento de avanço, de crescimento e de conquistas, onde a sociedade civil faz parte desse processo”, definiu.

A gestora de saúde de Cruzeiro do Sul, Valéria Lima, agradeceu a parceria e relatou que suas expectativas se concentram na elaboração de um plano que leva em consideração o perfil epidemiológico dos deficientes em cada cidade do Vale do Juruá. “Alegra-me em saber que será feito por profissionais que conhecem a realidade e, por isso, trará ideias eficazes, que nos possibilitarão alcançar um quantitativo maior de pessoas com um trabalho de boa qualidade”.

Valéria Lima concentra suas expectativas na criação de um plano de saúde que atenda as necessidades epidemiológicas dos portadores de deficiência em cada município do Juruá. Foto: Marcos Santos/Secom

O que disseram

“É um momento de grande importância, pois as equipes realizam troca de saberes. O ganho principal com o seminário é a união de falas da saúde e educação que virão beneficiar todas as pessoas com deficiência e transtornos”, Meyrecler Padilha, coordenadora pedagógica do Núcleo de Apoio Pedagógico à Inclusão.

“Enquanto coordenação, buscamos apoiar às diretorias da Sesacre e às secretarias municipais para que tenham condições de executar mais uma grande ação de saúde no Juruá”, Catiana Rodrigues.

“Para a concretização desse seminário, foi fundamental a participação das parcerias. Agradecemos cada envolvido pela compreensão de que esse é o momento de se traçar um plano regional que venha tratar as reais necessidades da pessoa com deficiência”, Domisy Vieira.

Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.
Foto: Marcos Santos/Secom.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas