Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

No Juruá, equipe do governo visita produtores rurais e reforça políticas de incentivo

“O nosso governo trabalha para fomentar a agricultura familiar, e, baseada nisso, a Sepa vem trazendo assistência ao ramo em todo estado. Somos uma gestão que sentamos com o produtor, ouvimos suas dificuldades e demandas para que, juntos, possamos encontrar soluções viáveis”, destacou Nenê Juqueira.

_________________Publicidade_________________

SECOM

Incentivar o setor do agronegócio tem sido uma das grandes apostas da gestão de Gladson Cameli para gerar emprego, renda e, sobretudo, desenvolvimento ao Estado do Acre. Ciente da necessidade de fortalecer ainda mais o produtor rural, o titular da Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio (Sepa), Nenê Junqueira, realizou, entre os dias 6 e 7, quarta e quinta-feira, visitas técnicas em diversas propriedades rurais na região do Juruá.

É dialogando com o homem do campo que o governo fomenta e desenvolve o agronegócio no Acre. Foto: Marcos Santos/Secom.

Acompanhado de outros membros da pasta, o gestor dialogou com produtores, averiguou o avanço da agricultura familiar e reforçou a política do governo que busca andar de mãos dadas com o homem do campo.

“O nosso governo trabalha para fomentar a agricultura familiar, e, baseada nisso, a Sepa vem trazendo assistência ao ramo em todo estado. Somos uma gestão que sentamos com o produtor, ouvimos suas dificuldades e demandas para que, juntos, possamos encontrar soluções viáveis”, destacou Nenê Juqueira.

Governo do Acre vê a agricultura familiar como potencial para gerar emprego, renda e desenvolvimento. Foto: Marcos Santos/Secom.

O secretário tratou das estratégias adotadas pelo governo para desenvolver regiões, como a comunidade Nova Cintra, os ramais do Pentecoste e Doze, que foram as localidades anfitriãs na visita do Estado. Um dos destaques do planejamento é o Crédito Fomento. “Ele é superimportante, pois é uma renda a mais, um dinheiro que possibilitará ao agricultor investir na sua área. Com essa assistência técnica, geramos emprego, renda e ajudamos a desenvolver o nosso Acre”. refletiu.

Produção de café, geneticamente modificado, no ramal Doze, zona rural de Cruzeiro do Sul. Foto: Marcos Santos/Secom.

Após percorrer os 22 municípios acreanos, a secretaria finaliza o planejamento para 2022. Grandes investimentos foram amuniciados por Nenê Junqueira. “Vamos vir com força máxima, pois teremos novo maquinário e um crédito de mais de R$ 100 milhões para poder ajudar muito mais o agronegócio”, informou.

Visitas às comunidades

Às margens do Rio Juruá e localizada na zonal rural de Rodrigues Alves, a comunidade Nova Cintra ostenta o título de pioneira no Estado na extração de óleo de murmuru, trabalho realizado pela Cooperativa Coopercintra. Fundada desde de 2011, a cooperativa garante o sustento para as famílias de 315 associados.

Cooperativa Coopercintra, às margens do Rio Juruá. Foto: Edson Ferandes/Secom.

Ao conhecer a instalações da indústria, Junqueira fortaleceu os laços com o projeto dos ribeirinhos, que é financiado pelo Programa REM (REDD Early Movers – em português: REDD+ para pioneiros), por meio do Banco de Desenvolvimento da Alemanha (KFW).

“A presença do Estado é primordial, pois é de onde vem as grandes melhorias para o nosso negócio”, declarou o tesoureiro, José de Lima Queiroz, ao tratar da importância do incentivo do governo à cooperativa.

Tido como um dos maiores produtores de farinha do Acre, o ramal Pentecoste, situado na zona rural de Mâncio Lima, foi agraciado, no dia 2 de junho, com uma moderna casa de farinha. O investimento em tecnologia possibilitou dinamizar a cadeia produtiva na região, que hoje também conta com modernas técnicas de plantação da mandioca, fruto de parceria do governo estadual com a prefeitura do município.

Equipe do governo visitando área de plantação de mandioca, no ramal do Pentecoste, em Mâncio Lima. Foto: Edson Fernandes/Secom.

Diante do titular da Sepa, o produtor rural José Oliveira do Nascimento relata, satisfeito, os avanços na produção. “Com a técnica de gradear a terra, plantei dois hectares e meio em quatro horas de serviço. Pela antiga prática, eu levaria trinta dias. Além disso, a produção em saca de farinha saltou mais de 150%. Por isso, só tenho a agradecer”, disse.

A última parada do gestor da Sepa foi no Ramal 12, localizado no Km 35 da Br-364, que é considerado uma das regiões mais produtivas de Cruzeiro do Sul.

Ali, cerca de 70 famílias sobrevivem do cultivo e comércio do café, cacau, arroz, milho, feijão e outras especiarias. Hoje, os moradores organizam os negócios por meio de associação, mas, futuramente, pretendem criar comitiva para expandir a produção.

Ramal Doze, área rural de Cruzeiro do Sul. Ali, cerca de 70 famílias sobrevivem do cultivo e comércio do café, cacau, arroz, milho, feijão e outras especiarias. Foto: Edson Fernandes/Secom.

Depois de um diálogo aberto com Nenê Junqueira, o presidente da Associação, Jairo Carioca, falou das expectativas com a vinda de futuros incentivos. “Solicitamos ao governo o auxílio para construir um viveiro, para ampliar a rede elétrica do nosso ramal e aquisição de maquinário. Saímos felizes dessa conversa e acreditamos muito na gestão de Gladson Cameli. Entendemos que em quase dois anos ele priorizou a vida, em decorrência da pandemia, mas sabemos que a partir de agora nossas súplicas serão ouvidas e atendidas e as coisas vão melhorar”, pontuou.

Estado reforçou incentivo aos produtores da região. Foto: Marcos Santos/Secom.

O que disseram

“Estou bem satisfeito e agradecido por ver os frutos do nosso trabalho. Nenhum administrador público tinha nos beneficiado assim. Agora é só colher os frutos”.  Homogino Almeida de Souza, produtor rural.

“É um investimento que gera economia também ao município. Traz bons frutos e fomenta a atividade de mais de 400 produtores em Mâncio Lima”. prefeito Isaac Lima.

“O governo atendeu a minha solicitação e vem ajudando os produtores com a doação de combustível. Hoje, ao ver a maniva de mandioca crescendo, sinto-me feliz e vejo como é gratificante”, vereador Zeca do Pentecoste.

Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Marcos Santos/Secom
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.
Foto: Edson Fernandes/Secom.

 Visualizações: 17

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas