Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

No Acre, 17 pessoas morreram em 2021 em decorrência do câncer de próstata

_________________Publicidade_________________

O Acre registrou 17 mortes decorrentes do câncer de próstata nos primeiros meses de 2021, segundo dados repassados ao ContilNet pela Secretaria Estadual de Saúde.

O número é o menor dos últimos oito anos: e do total, sete foram registrados em Rio Branco e quatro em Sena Madureira, os outros estão divididos entre os outros municípios.

O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil, ficando atrás somente do câncer de pele e atinge, em sua maioria (75%) a partir dos 65 anos.

O que é a próstata

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Fatores de risco

A idade é um fator de risco importante, uma vez que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.

Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias.

Excesso de gordura corporal aumenta o risco de câncer de próstata avançado.

Exposições a aminas aromáticas (comuns nas indústrias química, mecânica e de transformação de alumínio) arsênio (usado como conservante de madeira e como agrotóxico), produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas estão associadas ao câncer de próstata.

Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite). Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Todas as informações estão no site do INCA.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas