Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

No AC, mais de 20% dos adolescentes assassinados em 2020 foram mortos por policiais, diz levantamento

_________________Publicidade_________________

O Acre está no top 10 de estados brasileiros que mais registrou mortes de adolescentes em intervenções policiais em 2020. Isto é o que diz o levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), divulgado nesta sexta-feira (22).https://d8ec1155095743e4656ffb7bc16ed145.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

No panorama geral, o estado aparece em 7º lugar em termos proporcionais. Os dados, por sua vez, englobam tanto mortes violentas intencionais (MVI) como mortes decorrentes de intervenção policial (MDIP), que são aquelas ocasionadas por agentes de polícia, seja este dentro ou fora do serviço, contra crianças e adolescentes da faixa etária de 10 a 19 anos.

Top 10 dos estados que mais registraram adolescentes mortos por policiais em 2020. Foto: Reprodução/Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O gráfico mostra que o Acre registrou 68 adolescentes que foram mortos intencionalmente, caracterizadas como homicídio doloso. Já no caso dos assassinados por policiais, o número chegou a 14, que equivale a 20,60% do total. Este quantitativo coloca o estado em terceiro lugar no ranking da região Norte, ficando atrás apenas do Amapá, com 31%, e do Pará, com 28,6%.

No Brasil, 787 mortes foram identificadas como ocasionadas por policiais em 2020, o que representa mais de duas mortes por dia. O número representa 15% do total das MVI, percentual este que cresce a cada ano. Em 2016, por exemplo, a quantidade registrada de MDIP era de 4% do total.

Vale destacar também que, ainda de acordo com a pesquisa, 80% dos adolescentes mortos por policiais eram negros.

MORTES VIOLENTAS INTENCIONAIS

Neste parâmetro, o relatório mostrou que a única vez que o Acre saiu do “vermelho”, ou seja, das altas taxas de mortes violentas intencionais para cada 100 mil habitantes, foi em 2019, que foi o ano em que o estado não disponibilizou os dados.

Em 2020, o estado figura em segundo lugar a nível nacional com 38,41, atrás apenas do Ceará, com 46 mortes. No geral, considerando os 27 estados, foram 5.585 mortes de crianças e adolescentes entre 10 e 19 anos.

Acre fica atrás apenas do Ceará no ranking de MVI. Foto: Reprodução/Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas