Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Neto de professora diz que ela já estava doente quando tomou a vacina contra a Covid

A família da professora Dalila Ganun não acredita que sua morte, ocorrida na noite deste sábado (20), tenha a ver com a vacina para a Covid 19.

O neto da professora, Zaid Ganun, 24 anos, disse a que a avó sofria de problemas no coração e no pulmão quando tomou a primeira dose da vacina, na quarta-feira de cinzas.

Ele disse que a avó pode ter contraído Covid-19 após fazer uma tomografia em um hospital particular, já que ela não estava totalmente imunizada.

Dalina Ganun ficou internada por cerca de uma semana na Clínica do Rim, de onde saiu para fazer a tomografia do tórax. “Ela pode ter contraído o vírus no hospital particular onde ela fez o exame”, disse o neto, que fez questão de dizer que ele e sua família são a favor da vacina.

Dalina Ganun, que é natural de Sena Madureira, foi uma das educadoras mais queridas do Acre, principalmente nos anos 70 e 80, quando atuava como professora em várias escolas de Rio Branco.

Via-Contilnet

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas