Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Navegação é retomada no Canal de Suez após navio desencalhar

Mais de 400 barcos aguardam para atravessar o canal, que ficou 6 dias bloqueado por meganavio que encalhou. Serão necessários vários dias para acabar com 'engarrafamento' de embarcações.

_________________Publicidade_________________

A agência de governo do Egito  que gerencia o Canal de Suez (SCA, na sigla em inglês) liberou o tráfego de navios na hidrovia às 19h do Cairo (14h de Brasília) desta segunda-feira (29).

Há mais de 400 navios que aguardam para atravessar o canal, que é a principal ligação marítima entre a Ásia e a Europa e por onde passam cerca de 12% de todo o comércio global.

Segundo o presidente da SGA, Osama Rabie, serão necessários três dias e meio para que todos os navios na fila de espera consigam atravessar o canal após a sua liberação.

O meganavio de contêineres Ever Given navega pelo canal de Suez nesta segunda-feira (29) após desencalhar e desobstruir a principal ligação marítima entre a Ásia e a Europa — Foto: Autoridade do Canal de Suez via AP

O meganavio de contêineres Ever Given navega pelo canal de Suez nesta segunda-feira (29) após desencalhar e desobstruir a principal ligação marítima entre a Ásia e a Europa — Foto: Autoridade do Canal de Suez via AP

A maior empresa de transporte de contêineres do mundo aposta em um prazo maior. “Avaliando o acúmulo atual de navios, pode levar seis dias ou mais para que toda a fila passe”, disse a Maersk em um comunicado.

A Maersk tem três embarcações “presas” no canal e 29 aguardando para entrar, além de 15 que já foram redirecionadas para dar a volta pelo sul da África (veja mais abaixo).

Empresas especializadas em comércio marítimo estimam que as perdas econômicas direta ou indiretamente ligadas ao encalhe passam de R$ 300 bilhões, segundo a BBC.

O meganavio de contêineres Ever Given, da empresa Evergreen, navega pelo Canal de Suez nesta segunda-feira (29) após ser desencalhado — Foto: Reuters

O meganavio de contêineres Ever Given, da empresa Evergreen, navega pelo Canal de Suez nesta segunda-feira (29) após ser desencalhado — Foto: Reuters

O meganavio Ever Given  bloqueou a passagem no Canal de Suez durante seis dias, até ser desencalhado e voltar a navegar  na manhã desta segunda.

Com 400 metros de comprimento e 220 mil toneladas, o navio de bandeira panamenha e operado pela empresa Evergreen foi encaminhado para uma área de espera no canal, onde vai passar por inspeção.

“O navio saiu intacto e sem problemas”, afirmou Osama Rabie a uma TV egípcia. “Acabamos de analisar o fundo e o solo do Canal de Suez e, felizmente, ele é sólido e não apresenta problemas”.

Imagens do site vesselfinder.com desta segunda-feira (29) mostram o Ever Given em uma baía do Canal de Suez horas após ser desencalhado e outros navios já trafegando pela hidrovia após a sua liberação — Foto: Montagem/vesselfinder.com

Imagens do site vesselfinder.com desta segunda-feira (29) mostram o Ever Given em uma baía do Canal de Suez horas após ser desencalhado e outros navios já trafegando pela hidrovia após a sua liberação — Foto: Montagem/vesselfinder.com

O Ever Given, um dos maiores navios de contêiner do mundo, flutua em baía do Canal de Suez após ser desencalhado e deixar de obstruir a passagem pela hidrovia — Foto: Hayam Adel/Reuters

O Ever Given, um dos maiores navios de contêiner do mundo, flutua em baía do Canal de Suez após ser desencalhado e deixar de obstruir a passagem pela hidrovia — Foto: Hayam Adel/Reuters

Como o meganavio foi desencalhado

A margem do canal onde o Ever Given encalhou foi escavada desde a semana passada, enquanto dragas tiravam areia do fundo do canal e rebocadores tentavam mover o meganavio.

Cerca de 30 mil metros cúbicos de areia foram dragados para recolocar o navio em flutuação, e foram necessários 13 rebocadores para empurrá-lo.

Nesta segunda-feira, a força tarefa conseguiu fazer a embarcação flutuar “parcialmente” e contou com a ajuda da maré (veja no vídeo abaixo) para conseguir manobrá-lo por completo.

Por que o Canal de Suez é tão importante?

Inaugurado em 1869 para ligar o Mar Vermelho ao Mediterrâneo, o Canal de Suez é uma das rotas de navio mais utilizadas do mundo, com capacidade para receber navios gigantes de até 240 mil toneladas.

Cerca de 12% do comércio global passa pelo canal de 193 km no Egito que fornece a ligação marítima mais curta entre a Ásia e a Europa.

A alternativa é dar a volta em toda a África, pelo Cabo de Boa Esperança, o que faz o trajeto entre os portos do Golfo e de Londres ter o dobro de distância e adiciona de uma a duas semanas à viagem.

Cerca de 50 navios passaram por dia no canal em 2019, o que representa quase um terço do tráfego mundial de navios de contêineres, e a rota concentra grande parte do petróleo transportado por mar.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas