Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Naufrágio com mais de 20 brasileiros tem primeiro corpo resgatado; há 19 desaparecidos

_________________Publicidade_________________

Uma tragédia em alto mar segue sem solução após 11 dias de naufrágio. Uma canoa afundou na costa da Guiana Francesa, no Oceano Atlântico. Mais de 20 brasileiros estavam a bordo da embarcação e 19 deles seguem desaparecidos. Essa informação foi dada por sobreviventes para a polícia francesa. Até nesta quarta-feira (8) foram resgatados 1 corpo que não foi identificado e mais quatro tripulantes.

O barco saiu de Oiapoque, que fica no extremo Norte do estado do Amapá, destino a aportar no departamento francês. Todos os ocupantes da embarcação estavam procurando por trabalho e por melhores condições de vida. Desde o dia do acidente, os familiares seguem sem qualquer resposta sobre os ocupantes.

Os parentes das vítimas estão reclamando pela falta de informação que podem ajudar a localizar as pessoas. Até o momento não existe nenhuma lista oficial dos mortos ou dos desaparecidos dessa viagem fatídica.

“Eu estou desesperada, quero notícias do meu filho. Eu não quero que o pior tenha acontecido, mas faço um apelo para que nos informem o que aconteceu. Ele fez essa viagem contra a minha vontade. Eu nunca quis que meu filho fosse pra esse lugar distante, perigoso”, disse a mãe de um dos desaparecidos do naufrágio.

As famílias não têm informações sobre o que fazer para tentar achar os desaparecidos. Nesta última terça-feira (7) a Polícia Federal disse que foi aberta uma investigação sobre o acidente, inclusive está convocando familiares para coleta de material genético, para possíveis identificações através de exames de DNA.

No Brasil o inquérito das investigações está a cargo da Polícia Federal. Já o Ministério Público de Caiena abriu outro inquérito que foi confiado na Brigada Marítima de Caiena.

Por iG

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas