20 de maio de 2022   |   15:53  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

‘Não queria que ninguém passasse pelo que estou passando’, diz mãe de menino que não pôde se vacinar e está em UTI com Covid em SP

_________________Publicidade_________________

O crescimento nas internações de pacientes com covid-19 na cidade de  São Paulo nos últimos dias atingiu também crianças e adolescentes. No Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, na Bela Vista, o número de internados menores de 18 anos com Covid-19 aumentou de apenas uma por mês, em novembro e dezembro, para nove nos primeiros dez dias de janeiro.

O estudante Victor Fernando Vieira de Jesus, de 13 anos, foi admitido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital nesta terça-feira (11). Portador de diabetes tipo 1, ele é considerado paciente de risco para o coronavírus e não pôde receber a vacinação contra a doença nos últimos meses por orientação dos médicos do hospital, já que estava se recuperando de uma cirurgia.

Desempregada, a cozinheira Fabrícia Pereira tem 28 anos e é mãe de outras três crianças – todas com menos de 11 anos, ou seja, fora da faixa etária que já começou a receber a vacina contra Covid-19 no país. Para ela, o receio que alguns pais têm de autorizar a vacinação em seus filhos deveria ser substituído pelo medo de vê-los contrair a doença.

“Eu acho que a população tem que se conscientizar. Hoje eu vejo que o vírus está aí, que ele realmente existe porque ele bateu na minha porta, então a importância da vacina é muito grande”, disse.

“Se alguma família ainda estiver em dúvida eu diria: ‘Corre atrás, faz o que der para vacinar seus filhos’, porque uma criança na situação que meu filho está no momento não é fácil para mãe nenhuma”, completou.

Victor Fernando, de 13 anos, começou a se sentir mal no último domingo (9). Com sintomas como fadiga, febre, vômito e fraqueza, ele foi admitido no hospital com um quadro de cetoacidose, uma complicação aguda e grave da diabetes tipo 1. Na unidade, ele foi examinado e diagnosticado com coronavírus também.

Fabrícia Vieira Pereira e o filho, Victor Fernando Vieira de Jesus, de 13 anos, portador de diabetes tipo 1, em São Paulo — Foto: Arquivo pessoal

Fabrícia Vieira Pereira e o filho, Victor Fernando Vieira de Jesus, de 13 anos, portador de diabetes tipo 1, em São Paulo — Foto: Arquivo pessoal

Segundo Antônio Carlos Madeira de Arruda, diretor executivo do Hospital Municipal Infantil Menino Jesus, o número de crianças internadas com Covid-19 no hospital aumentou abruptamente em janeiro, ainda que o número absoluto ainda não seja “preocupante”.

De acordo com o médico, as crianças internadas têm, em sua maioria, comorbidades que podem agravar a evolução da doença. No geral, elas apresentam quadros leves, mas que exigem internação, e respondem de maneira positiva aos tratamentos. Em média, elas ficam internadas de 4 a 5 dias.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas