Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Namorada de homem que confessou 15 mortes no AC é condenada a 25 anos de prisão por homicídio qualificado

Lis Carolyne Costa da Silva foi condenada também por roubo e organização criminosa. Ela e o namorado, Ricardinho Vitoriano, mataram Ítalo de Souza Charife em janeiro do ano passado.

_________________Publicidade_________________

A Justiça do Acre condenou a mais de 25 anos de prisão em regime inicial fechado Lis Carolyne Costa da Silva por homicídio qualificado, roubo e organização criminosa. Ela é acusada pela morte de Ítalo de Souza Charife em janeiro do ano passado.

A decisão é do Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar da Comarca de Rio Branco e ainda cabe recurso.

Lis pegou 17 anos e 6 meses de prisão por homicídio, 4 anos por roubo e 3 anos e 6 meses de prisão por organização criminosa. Ela não pode recorrer da sentença em liberdade.

Segundo a Justiça, Lis agiu junto com o namorado, Ricardinho Vitorino de Souza – que confessou ser autor de pelo menos 15 homicídios em Rio Branco, no dia em que matou Ítalo Charife.

Ricardinho, inclusive, foi julgado em junho deste ano e pegou mais de 28 anos de prisão. A vítima morreu no Pronto Socorro de Rio Branco no dia 5 de janeiro de 2020 após ser atingido por pelo menos quatro disparos de arma de fogo.

Conforme a Justiça, o casal de namorados matou a vítima por causa da guerra entre as organizações criminosas. A acusada já estava presa preventivamente e o juiz de direito Alesson Braz determinou que ela seja encaminhada para o pavilhão das presas sentenciadas.

Ricardinho Vitorino de Souza já foi condenado pela morte de Ítalo Charife  — Foto: Arquivo pessoal

Ricardinho Vitorino de Souza já foi condenado pela morte de Ítalo Charife — Foto: Arquivo pessoal

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas