Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Na véspera do fechamento do comércio por três dias, Rio Branco tem filas e aglomeração

_________________Publicidade_________________

População lotou supermercados, lojas de chocolate e postos de combustíveis. Por causa do feriado da Paixão de Cristo, comércio vai fechar por três dias no AC.

Nos próximos três dias, por causa do feriado da Paixão de Cristo, todo o comércio do Acre, incluindo os supermercados, estará fechado por causa do decreto estadual. Como tem ocorrido nos finais de semana anteriores, nesta quinta-feira (2) muita gente enfrentou filas para garantir as compras e o abastecimento dos carros.

Logo cedo, muita gente correu aos mercados para comprar o tradicional peixe da Semana Santa. A correria também foi grande para garantir os ovos de chocolate para o domingo de Páscoa.

Postos de combustíveis registraram filas — Foto: Dayane Leite/ Rede Amazônica

Postos de combustíveis registraram filas — Foto: Dayane Leite/ Rede Amazônica

Em uma das lojas, a fila para entrar dava a volta na quadra. A professora Rordânia da Costa aguardou mais de uma hora do lado de fora para comprar doces para os filhos.

“Medo tenho, mas tomo os cuidados, chego em casa higienizo”, diz.

Moradores enfrentam fila para comprar ovos de Páscoa — Foto: Reprodução

Moradores enfrentam fila para comprar ovos de Páscoa — Foto: Reprodução

Poucas horas antes do início do lockdown, em muitos postos de combustíveis da capital também havia filas para abastecer.

Mercados têm movimento intenso e aglomeração para compra de peixe na Semana Santa

Mercados têm movimento intenso e aglomeração para compra de peixe na Semana Santa

Toque de restrição e fechamento do comércio

O toque de restrição começou a valer no dia 26 de março. A medida proíbe a circulação de pessoas em espaços e vias públicas no período de 22h às 5h.

A restrição ainda mais rígida é adotada pelo governo em meio ao colapso da saúde pública. Além de proibir a circulação, o governo também manteve o fechamento emergencial do comércio e outros serviços nos fins de semanas e feriados, para frear o avanço da Covid-19.

Podem circular durante toque de restrição:

  • os trabalhadores de modo geral, para fins de deslocamento entre o local de trabalho e o domicílio residencial, imediatamente após o término da jornada regular de trabalho;
  • os profissionais das áreas de saúde e segurança privada, para fins de deslocamento entre o local de trabalho e o domicílio residencial, imediatamente após o término ou logo antes do início da jornada regular de trabalho;
  • os profissionais que atuam nos serviços de entrega (delivery);
  • os agentes públicos civis e militares, incluídos aqueles que atuam em serviços públicos delegados, para fins de deslocamento referente ao exercício de suas funções ou para fins de locomoção entre o local de trabalho e o domicílio residencial, imediatamente após o término ou logo antes do início da jornada regular de trabalho;
  • os advogados, para fins de deslocamento referente ao exercício de suas funções, desde que para atendimento de diligência que demande atuação externa;
  • os demais casos de situação de emergência.

O descumprimento da medida autoriza que o infrator seja levado à autoridade policial para providências cabíveis. Ainda de acordo com decreto, as forças de segurança devem intensificar as operações de fiscalização.

Recomendação do MP

Nesta quinta-feira (1º) Ministério Público do Acre (MP-AC) recomendou que o governo e o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19 adotem medidas mais rígidas para conter o avanço da doença no estado acreano. Março registrou recorde de mortes no Acre e as UTIs continuam com ocupação máxima.

Contudo, a recomendação não sugere que tipo de medida pode ser adotada pela gestão e nem quando devem ser colocadas em ação.

A assessoria de comunicação do governo informou que o governador Gladson Cameli vai atender a recomendação do MP-AC e encaminhar o documentação para que o Comitê reavalie as medidas.

Colaborou Andryo Amaral, da Rede Amazônica.

Via: G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas