Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Na Indonésia, autoridades locais distribuem galinhas para estimular vacinação

Iniciativa visa aumentar as taxas de vacinação na população mais velha da zona rural de Cianjur, na província de Java Ocidental

_________________Publicidade_________________

Galinhas vivas estão sendo distribuídas pelas autoridades locais em uma zona rural da Indonésia como um incentivo para que os residentes mais velhos sejam vacinados contra a Covid-19.

A iniciativa, realizada na cidade de Cianjur, localizada na província de Java Ocidental, faz parte do esforço do distrito para aumentar o número de vacinas aplicadas em cidadãos com 45 anos ou mais.

Galih Apria, comissário assistente de polícia no subdistrito de Pecat, disse que os moradores mais velhos hesitaram em receber as vacinas durante a implementação do programa de vacinação do governo.

“No início, havia muita desinformação e boatos sobre a vacina circulando online, especialmente nas redes sociais”, disse Galih. “Muitos idosos pensaram que isso [se vacinar] não previne a Covid-19, mas sim causaria doenças graves e até a morte.”

As autoridades locais então criaram o programa que distribui galinhas de graça no mês passado em colaboração com o governo do subdistrito e centros de saúde locais. Antes do programa ser iniciado, apenas 25 em 200 residentes estavam dispostos a ser vacinados, disse Galih. “Agora, temos 250 pessoas por dia que desejam ser vacinadas”.

Ele acrescentou que distribuir galinhas é um sinal de afeto e respeito para com os idosos e os deixam mais à vontade diante dos policiais, dos agentes de saúde e com a própria vacina contra a Covid-19.

Centenas de moradores de três vilarejos localizados em Pecat foram se vacinar, de acordo com a CNN Indonésia. Galih disse que as autoridades distribuíram 500 galinhas gratuitamente como resultado do programa. O governo também adotou outras medidas para promover uma vacinação mais ampla.

“Tivemos que explicar e educar as pessoas sobre a segurança e os benefícios da vacina para que parassem de ter tanto medo”, disse ele. “Nós vamos de porta em porta e encorajamos as pessoas a se vacinarem”.

A equipe médica e o exército do país estão ajudando a polícia local a distribuir a vacina e “fazer exames médicos para que as pessoas possam receber as doses”, disse Galih.

Elis Sumiati, uma mulher idosa que recebeu a vacina através do programa, disse à CNN Indonésia: “Eu não sabia se eu precisava da vacina, mas agora depois que eles trouxeram a galinha e disseram que eu posso tomar a vacina, sim, eu estou feliz.”

Casos e mortes na Indonésia

A Indonésia relatou um dos maiores surtos de coronavírus na Ásia, com quase 2 milhões de casos no total e mais de 53 mil mortes, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

O arquipélago viu recentemente um aumento nas infecções, com suas duas ilhas mais populosas, Java e Sumatra, relatando um aumento acentuado nas semanas após o feriado do Ramadã, de acordo com a Reuters.

Indonésia diz que precisa vacinar 181,5 mi de pessoas para imunidade de rebanho
Budi Gunadi Sadikin, ministro da Saúde da Indonésia, diz que país precisa vacinar 181,5 milhões de pessoas para atingir a imunidade coletiva

A campanha de vacinação na Indonésia também progrediu lentamente, com menos de 20% das pessoas com mais de 50 anos que receberam a vacina tendo tomado a primeira dose, de acordo com dados do Ministério da Saúde do país.

No entanto, Galih acredita que esforços localizados em vilarejos e pequenas cidades podem ajudar muito os idosos a serem vacinados.

“A resposta a este programa tem sido incrível”, disse ele. “É muito bom ver os nossos mais velhos ficarem felizes depois de ver as galinhas e também podemos protegê-los com a vacina ao mesmo tempo”.

Via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas