14 de agosto de 2022   |   04:21  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mulher que integrava rede de tráfico no Juruá é condenada a 15 anos de reclusão

O caso foi fruto da operação policial chamada Erínias, que teve as prisões preventivas decretadas em abril de 2018 pelo Judiciário.

_________________Publicidade_________________

A Vara Criminal da Comarca de Feijó condenou uma mulher que integrava rede de traficantes da região do Juruá a 15 anos, dois meses de reclusão, em regime inicial fechado, além do pagamento de 1.516 dias multa.

O Ministério Público do Acre (MPAC) denunciou 30 pessoas por cometerem os crimes de tráfico de drogas e organização criminosa. O caso foi fruto da operação policial chamada Erínias, que teve as prisões preventivas decretadas em abril de 2018 pelo Judiciário. Mas, para não prolongar indevidamente essas prisões, o processo foi sendo desmembrado, e essa mulher denunciada teve a ação tramitando somente em relação à ela.

Conforme os autos, a suspeita fazia parte de uma rede de traficantes, que distribuíam droga em Feijó, vinda de Cruzeiro do Sul. A mulher é apontada como fornecedora de entorpecente em Cruzeiro.

Ao analisar o caso e as provas, a juíza titular da unidade judiciária, observou que a ré juntamente com seus familiares foi uma das pessoas que mais atuou no crime na região do Juruá.

Com Informações Poder Judiciário/TJAC

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS