14 de agosto de 2022   |   04:08  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mulher mantida em cárcere foi resgatada após jogar bilhete com pedido de socorro no quintal de vizinha: ‘Tô com risco de morte’

Suspeito de cometer o crime foi preso e encaminhado para a delegacia de José Bonifácio (SP). Ele confessou que manteve a mulher em cárcere privado por ciúme.

_________________Publicidade_________________

A mulher mantida em cárcere privado durante meses pelo marido foi resgatada após jogar um bilhete com um pedido de socorro no quintal da casa da vizinha. O caso foi registrado na tarde de terça-feira (12), em José Bonifácio, no interior de São Paulo.

A reportagem teve acesso às fotos que mostram o que a vítima, de 23 anos, escreveu no papel. “Oi, sou sua vizinha. Tô presa dentro de casa com duas crianças. Pode chamar a polícia para mim? Tô correndo risco de morte.”

Segundo a Polícia Militar, a mulher resolveu escrever o bilhete e pedir ajuda porque tinha sido ameaçada pelo marido, de 64 anos.

“Ela não tinha contato com ninguém. Foi a forma que encontrou para pedir socorro. O homem disse que mataria a esposa quando chegasse do trabalho”, explica o tenente Matheus Maestra.

Homem é preso suspeito de manter mulher em cárcere privado em José Bonifácio

Ainda conforme a Polícia Militar, a vizinha da mulher leu o recado escrito à mão, ficou preocupada e discou 190.

“Nós fomos para a residência e começamos a escutar a mulher pedindo socorro e agradecendo pela nossa presença. Ela basicamente clamava por ajuda, porque estava sendo mantida em cárcere privado com as duas filhas, de dois e sete anos”, diz o tenente.

A casa onde as vítimas estavam possuía muro alto, cinco câmeras de segurança e janelas trancadas com grades. O homem que usava o circuito de segurança para monitorar a mulher foi preso em flagrante por cárcere privado, lesão corporal e ameaça.

“Encontramos o marido no trabalho. Ele confessou que cometia o crime porque tinha ciúme excessivo. A mulher não soube informar quantos dias foi mantida dentro de casa, porque perdeu a noção do tempo, mas disse que foram meses”, conta Maestra.

A Polícia Civil de José Bonifácio segue investigando o caso.

Casa onde vítimas estavam possuíam cinco câmeras de segurança  — Foto: Divulgação/Polícia Militar de José Bonifácio
Casa onde vítimas estavam possuíam cinco câmeras de segurança — Foto: Divulgação/Polícia Militar de José Bonifácio

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS