Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Motorista de aplicativo é preso acusado do assalto seguido de sequestro em Mâncio Lima

_________________Publicidade_________________

O motorista de aplicativo Nalisson Lima da Cruz, 26 anos,  foi preso nesta sexta-feira, 29, pela Polícia Civil de Mâncio Lima, acusado de participação no assalto seguido de sequestro do casal de empresários Alen Almeida e Janete Carvalho e o filho deles, Artur, no último dia 11 de outubro.  Outro homem identificado por Ceará, também está preso. Além dos 2, outros 9 homens participaram da ação segundo a Polícia Civil e estão sendo procurados.     

O bando é liderado pelo ex-presidiário de Cruzeiro do Sul, José Luís Fonseca da Silva, o Zé Luís, que, segundo a Polícia Federal é considerado foragido pela justiça brasileira, apesar de ter sido encontrado em 2019 no Peru pela PF, com auxílio da Interpol.  

Zé Luís fugiu do Fórum de Cruzeiro do Sul em julho de 2019 quando estava sob escolta da Polícia Militar . Em novembro do mesmo ano ele foi preso na  Villa María Del Triunfo, no Peru, usando o nome de Luís Fernando Carrion Torres. 

Na época, a Polícia Federal anunciou que teve informações de que Zé Luís estava no país vizinho e expediu um mandado solicitando que a Interpol emitisse uma ordem de captura internacional. “O governo do Peru ainda deliberará a respeito de eventual extradição ou exportação para o Brasil”, disse  em nota, a PF em 2019.

Ele foi encontrado com maconha, cocaína, além da identidade falsa peruana. Uma das lideranças do Comando Vermelho na região do Juruá, José Luiz já havia marcado uma cirurgia plástica em um Hospital de Callao, no Peru, com objetivo de  mudar a aparência para não ser reconhecido e seguir fugindo. Não está esclarecido se não houve a extradição ou se ele fugiu de novo já em solo brasileiro. 

Assalto seguido de sequestro em Mâncio Lima 

O assalto ao casal de empresários  Alen e Janete Almeida aconteceu no último  dia 11 de outubro na residência da família. Segundo o empresário, 5 homens armados participaram da ação no local, usando armas e rádios comunicadores.  Ele não confirmou se os ladrões levaram  R$ 50 mil que estariam no cofre da residência. 

Depois do assalto o bando seguiu no carro da família levando Janete e o filho do casal,  Artur, pelo Ramal da Bananeira sendo perseguido por homens da Companhia de Policiamento Especializado – CPE- antiga COE. Depois que os ladrões liberaram mãe e filho,  a empresária dirigiu o carro de volta pelo ramal e capotou o veículo. 

Sequestros em Porto Walter 

A Polícia Civil investiga se o bando de Zé Luís também atuou no assalto e sequestro do ex-prefeito Porto Walter, Zezinho Barbary e do empresário Cleber Pedroza. O coordenador da Segurança Pública no Vale do Juruá, delegado Venicius Almeida, destaca que por meio de imagens de câmeras de segurança, levantamento de digitais e de depoimentos , 6 , homens que estiveram na ação já foram identificados e estão sendo procurados.

Por Sandra Assunção

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas