20 de maio de 2022   |   14:43  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Motorista de aplicativo é feito refém, mas escapa ao jogar carro na frente de viatura da Polícia Militar

A vítima relatou que aceitou uma corrida para levar uma passageira até o bairro Laélia Alcântara, no entanto, durante o trajeto ela pediu que ele fizesse uma parada, momento em que dois homens ingressaram no veículo, pedindo que ele seguisse a viagem com destino ao bairro Cabreuva, onde outros dois acusados entraram no veículo e a mulher desceu

_________________Publicidade_________________

Um motorista de aplicativo, que não teve o nome divulgado pela polícia, foi feito refém durante uma tentativa de assalto na noite de terça-feira, 10, em Rio Branco. Em poder dos acusados, ele só conseguiu se desvencilhar da situação ao jogar o carro na frente de uma viatura da Polícia Militar no momento em que trafegava pela estrada da Sobral, em Rio Branco. 

Os policiais agiram rápido e conseguiram imobilizar a prender os suspeitos (Foto: Cedida)

De acordo com os policiais, a vítima relatou que aceitou uma corrida para levar uma passageira até o bairro Laélia Alcântara, na região do Calafate, no entanto, durante o trajeto ela pediu que ele fizesse uma parada, momento em que dois homens ingressaram no veículo, pedindo que ele seguisse a viagem com destino ao bairro Cabreuva, onde outros dois acusados entraram no veículo e a mulher desceu. 

Percebendo que se tratava de um assalto o motorista relatou que procurou seguir o trajeto por ruas movimentadas, e quando trafegava pela rua principal da Baixada da Sobral, se desesperou ao ver uma viatura da Polícia Militar e jogou o carro na frente do veículo, saltando imediatamente em busca de socorro. 

Crime aconteceu na noite de terça-feira, 10, em Rio Branco (Foto: Cedida)

Imediatamente a guarnição cercou o carro, imobilizou os suspeitos e pediu reforço. Com os acusados os policiais encontraram uma arma artesanal semelhante uma escopeta municiada com calibre 36. 

Os quatro indivíduos possuem passagem pela polícia, sendo que um deles estaria em liberdade provisória há cerca de cinco dias. Eles foram encaminhados à Delegacia de Flagrante, assim como o material apreendido, para os procedimentos cabíveis. 

Apesar do susto, a vítima passa bem.

Por AGAZETA DO ACRE

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas