Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Moradores do bairro Tiro ao Alvo alegam ter que esperar até dois anos para Energisa fazer ligação em residências

_________________Publicidade_________________

A geladeira foi substituída por um isopor para conservar a água e alguns alimentos, já que não se consegue ter energia elétrica. O que hoje pode ser considerado básico na vida de muitos para essas famílias ainda é um sonho que cada vez fica mais distante.

Valéria Freitas é dona de casa e mora em uma residência com o esposo e os dois filhos pequenos há cerca de cinco meses. Até hoje a empresa responsável pela distribuição de energia do estado não fez a ligação da energia elétrica. “Está com cinco meses que a gente fez a ligação, fizemos o pedido mas eles não vieram arrumar. Disseram que dia quatro que é hoje eles vinham fazer a ligação, porém não vieram”, lamentou

Na rua Tiro ao Alvo, Conjunto Cumaru, três famílias vivem nessa mesma situação .Cátia da Rocha é moradora mais antiga e também vive o mesmo dilema da vizinha, que além de estar grávida tem mais duas filhas pequenas. A dona de casa relata que já foi até a empresa responsável pela distribuição de energia da cidade, mas a única resposta que recebeu até o momento são prazos e mais prazos que dessa vez chegou a ser de dois anos para ela e os vizinhos poderem ter energia em suas residências. “Na primeira vez que fui lá eles falaram que com três dias vinham ligar, aí eu voltei lá de novo e eles falaram que era pra mim esperar de seis meses a dois anos. Aí hoje fui lá de novo e eles falaram que era para esperar 30 dias a 120 dias. Já está com nove meses que eu espero e eles nada de virem ligar a nossa energia”.

Há menos de 15 metros de distancia existem dois postes de energia que foram colocados ainda na abertura da rua mas em nada facilitou para essas famílias terem a energia ligada.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas