Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Moradores de parte do Miritizal alegam falta de água potável e exigem da prefeitura providências

_________________Publicidade_________________

A reinvindicação para ter acesso a água potável já é antiga. Os moradores de ramais que ficam próximo à Variante, para ter acesso à água, tem encontrado muitas dificuldades. A situação é constrangedora, já que muitos, para ter água para beber, tem que ir com baldes até o posto da Variante.

Kenedy Maciel é um dos poucos moradores que consegue puxar água com uma mangueira há uma distância de quase dois mil metros. Ele conta como tem sido difícil. “A gente consegue pela noite um pouco de água e não é cem por cento saudável.”

Seu Antônio Batista já mora um pouco mais distante e não consegue receber água em casa. Ele consegue água no posto que fica na cabeceira na ponte. Insatisfeito ele relata da dificuldade de ter que conseguir água no posto que fica longe. “Eu quero pedir para o senhor prefeito que eu acredito no seu trabalho e quero que o senhor olhe para os moradores que vivem atrás do posto do Tião e peço ajuda para solucionar esse problema”.

Uma outra moradora fala da dificuldade em não ter água potável para crianças pequenas. “Eu tenho três crianças e quando não conseguimos água vamos pra beira do laguinho e a dificuldade aqui é grande. Nós precisamos de água e o prefeito prometeu que quando ganhasse não ia esquecer de nós”.

Ao ser procurado o secretário de obras Josinaldo Batista, afirmou que já está em processo de licitação a compra de material que vai colocar o poço que já está construído e em funcionamento. ”Nós estamos em período licitatório e requisição desse material e dependemos desse processo e isso vai levar uns trinta dias para podermos resolver a situação”, concluiu.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas