1 de julho de 2022   |   23:51  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Morador do Reino Unido recebe transplante duplo de mãos

Operação ocorreu no início do ano e permitiu que o escocês recuperasse o movimento das mãos que estavam afetadas por uma doença rara.

_________________Publicidade_________________

O escocês Steven Gallagher, que sofre de uma doença rara chamada de esclerodermia, recebeu um transplante duplo de mãos. O procedimento abre caminho para o surgimento de uma nova área de intervenção para pessoas com essa condição, além de indicar um avanço importante no campo dos transplantes.

A equipe do Leeds Teaching Hospitals, do Reino Unido, removeu as mãos do paciente, que tinham movimentos muito limitados, pelas de um doador morto.

É a primeira vez que a técnica é usada para substituir mãos afetadas terminalmente pela esclerodermia. A doença autoimune ataca os tecidos, causando cicatrizes na pele e nos órgãos internos. No caso de Gallagher, as mãos estavam gravemente afetadas e os dedos completamente travados em posição fechada.

História

O paciente de 48 anos afirma que o transplante realizado no início do ano mudou sua vida.

“Tenho muito mais movimento agora do que tinha antes. Sinto que as mãos fazem parte de mim. É como se elas tivessem sido consertadas. Agora, cerca de cinco meses após meu transplante, posso mover os dedos, polegares, e também os pulsos”, declarou Steven, em um comunicado de imprensa do Leeds Teaching Hospitals.

O problema atrapalhava o cotidiano há pelo menos sete anos, quando as mãos começaram a ficar fechadas e os dedos curvos, possibilitando apenas o movimento dos polegares. Ele contou que antes da operação havia tentado diversos tratamentos sem sucesso e que foi obrigado a parar de trabalhar.

Por sorte, Steven estava presente em uma palestra na qual o cirurgião plástico Francesco Del Galdo mencionou que o transplante era uma alternativa para os pacientes que sofrem de esclerodermia. Após a palestra, o homem entrou em contato com a equipe do médico para ver se algo poderia ser feito para restaurar as mãos dele.

Por Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS