24 de maio de 2022   |   09:37  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Morador do Ramal Lua Clara lamenta péssima condição da via de acesso à localidade

_________________Publicidade_________________

O presidente da comunidade Lua Clara, Antônio Lima, denunciou a situação precária de trafegabilidade da via. Segundo ele, o acesso está cada vez mais difícil e usuários estão quase isolados.

A máquina foi fazer os trabalhos, que não foram concluídos, o que acabou piorando o tráfego. O produtor rural pede, pelo menos, uma máquina para realizar esse trabalho, para assim, possibilitar a chegada do carro que leva as produções do ramal para cidade. Já são mais de 250 sacas de farinha aguardando para serem retiradas.

Cerca de 80 famílias moram na comunidade.

Além das péssimas condições, Antônio lamenta a falta de estrutura para uma escola, já que doou um terreno para a construção. A escola se encontra deteriorada e sem condições de receber cerca de 30 alunos, que seguem sem estudar.

Em resposta, o gerente regional do Deracre, Mauri Barbosa, disse que os trabalhos feitos no ramal no período do inverno são paliativos. O governador Gladson Cameli por sua vez, juntamente com Petronio Antunes, presidente do Deracre, deixou a ordem para que uma equipe seja montada para ficarem atentos a esses ramais, e dar apoio necessário. “Na próxima semana estaremos na comunidade para eles escoarem os produtos”, respondeu Barbosa.

Redação Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS