Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Menino de 6 anos que caiu dentro de tacho de leite fervendo é retirado da sedação em hospital no Acre

Heliab Barroso Gomes, de 6 anos, segue internado na ala de emergência do PS de Rio Branco. Mãe conta que ele se comunicou e pediu para voltar para casa.

_________________Publicidade_________________

Ainda internado na emergência do Pronto-Socorro de Rio Branco, o pequeno Heliab Barroso Gomes, de 6 anos, que sofreu queimaduras de 2º grau ao cair dentro de um tacho de leite fervendo no interior de Capixaba, interior do Acre, foi tirado da sedação neste domingo (29). A informação foi confirmada ao G1 pela mãe do menino, Gersilene Barroso dos Santos.

A direção do hospital confirmou que o quadro do menino é estável e que aguarda uma vaga no Hospital da Criança na capital. A previsão é que isso ocorra ainda na segunda-feira (30).

O garoto estava sedado e tomando morfina para não sentir dor desde que chegou no hospital, na quinta (26). À família, os médicos falaram que retiraram a sedação porque é um risco deixá-lo muito tempo sob efeitos desses remédios.

“Ela falou [a médica] que se for necessário vai fazer novamente, mas, hoje [domingo,29], graças a Deus não precisou. Mas, ele chorou muito, sofreu, me ligou chorando e fiquei desestabilizada. Ontem [sábado, 28] passei muito mal e acabei precisando de atendimento médico também. Vi a parte íntima dele, minha mãe estava trocando a fralda dele, acabei vendo e passei mal. Estão esperando transferir ele porque é um risco ficar ali”, lamentou Gersilene.

Heliab caiu dentro do tacho de leite na quinta (26) no Ramal Zaquel Machado, zona rural de Capixaba, após se desequilibrar. O leite era preparado na lenha para fazer iogurte natural, de onde a família tira parte do sustento. Ele mora em um barraco improvisado montado na parte de trás de uma igreja.

É que a casa onde ele morava era muito velha e não oferecia segurança e a família deixou o lugar após ter a energia elétrica cortada.

Pede para voltar para casa

Ainda segundo a mãe, Heliab voltou a comer e a fazer xixi. Com a retirada dos sedativos, Gersilene contou que o filho conseguiu falar algumas palavras, meio grogue, e até pediu para voltar para casa.

“Ele está meio dormindo e acordado. Disse que não está doendo, que é devido à medicação que não deixa ele sentir dor. Só sente dor quando vai tomar banho e fazer o curativo. O tio dele falou: ‘meu filho, daqui a pouco tua avó e mãe vão vim aqui’. Aí ele começou a olhar para a porta e falou para a gente ir logo. Quando falamos no telefone ele disse que quer vir para casa”, falou.

Gersilene também está se recuperando de um procedimento médico. Ela passou por uma redução de mama na Fundação Hospitalar do Acre (Fundhacre) recentemente e não pode ficar com o filho no hospital. Além disso, ela afirmou que a família está sem estrutura para ficar com o menino nessas condições em casa.

“Não tem como levar ele para aquele lugar, está muito debilitado para levar para uma barraco. É um risco muito grande”, lamentou.

Doações

Após a divulgação da situação da família, pessoas de diversas partes do estado começaram a ajudar com doações de dinheiro, sacolões e outros tipos de assistência. Um primo do marido de Gersilene ofereceu a casa para a família se mudar para Rio Branco enquanto Heliab estiver internado.

A mudança para a capital, conforme a autônoma, na sexta (27), reduziu os gastos com transporte entre Capixaba e Rio Branco. É que os parentes do garoto tinham que se deslocar todos os dias do interior para ficar com ele no hospital

“Graças a Deus as pessoas têm se mobilizado e temos recebido ajuda. Estamos hospedados na casa de um primo do meu esposo, a mulher dele ofereceu para evitar muitos gastos mas, lógico, que temos que ajudar. Temos recebido doações de sacolões, nossas coisas ficaram no barraco. O dinheiro recebido estamos gastando com gasolina e estamos guardando também para investir na casa para terminar. Podemos usar na medicação também. Evitamos o máximo gastar”, concluiu.

Por G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas