Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Maternidade de Cruzeiro do Sul está sem Carteira de Vacina para recém nascidos: Ministério da Saúde é quem distribui aos estados

_________________Publicidade_________________

Internautas tem reclamado junto às redes sociais do Sistema Juruá de Comunicação, cobrando da Maternidade de Cruzeiro do Sul, a liberação da carteira de vacina à recém nascidos, já que está em falta na instituição. “Minha filha nasceu na Maternidade e não ganhou a carterinha da vacina, pois estava em falta. Ontem eu retornei na maternidade e ainda está em falta. Já faz mais de 17 dias que a minha filha nasceu. Até quando vai faltar carteira de vacinação na maternidade”, alegou a internauta.

A direção da maternidade por sua vez disse que a careira é produzida pelo Ministério da saúde e distribuída pelos municípios à unidade.
“A Direção informa que a falta de Carteira de Vacinação é um problema de nível nacional, pois quem confecciona a carteira é o Ministério da Saúde e distribuiu para cada Estado.
Na oportunidade também comunicamos que a responsabilidade de distribuição da Carteirinha é do município, que é o ente responsável pela aplicação das vacinas que constam no calendário nacional do Programa Nacional de Imunização, sendo que a Maternidade de CZS é uma parceira dos municípios da regional do Vale do Juruá, pois disponibiliza um espaço, que foi adaptado como “Sala de Vacina” com o objetivo de facilitar o serviço prestado a população, favorecer uma maior cobertura de vacinação e aprimorar a assistência prestada nesta unidade.
Por fim, a Direção informa que tem buscado junto as Secretarias Municipais e a Secretaria de Estado de Saúde opções para minimizar esta fragilidade e também é solidária ao anseio das pacientes/clientes que deixam a unidade e gostariam de ter este documento em mãos, porém a solução desta problemática não está na alçada desta Direção.
Mesmo não tendo as carteiras de vacinação, o serviço não está sendo fragilizado, pois um formulário está sendo entregue, para que os recém-nascidos possam ser vacinados no posto.
Agradecemos a atenção e desde já nos colocamos a disposição para dirimir quaisquer dúvidas”.
A Subsecretária Municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul Valéria lima, confirmou que a caderneta de saúde da criança é confeccionada pelo Ministério da saúde, mas que essa carteira é encaminhada à coordenação estadual e não ao município. “Essa carteirinha é enviada pelo MS à coordenação estadual da criança e essa coordenação estadual é responsável por enviar essas cadernetas à Regional de Saúde, da qual essa regional de saúde recebe essas cadernetas e entrega na maternidade. A maternidade entrega a caderneta ao recém-nascido de todos os municípios, e não somente aos de Cruzeiro do Sul. Agora o que existe é a falta de caderneta confeccionada pelo Ministério da Saúde. Por isso que está ocorrendo esse desabastecimento dessa caderneta aos municípios”, concluiu.

Juruá Online

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas