Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Março teve 20 dias de ocupação máxima de UTI’s no Pronto-Socorro e 16 no Into

_________________Publicidade_________________

Os dois hospitais fecharam o mês com 100% de ocupação dos leitos de Terapia Intensiva e com 14 pacientes na lista de espera


Dos 31 dias do mês de março deste ano, o pior da pandemia de Covid-19 no Brasil, em apenas 11 deles o Pronto Socorro de Rio Branco teve taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) abaixo dos 100%, de acordo com os dados do Boletim Informativo da Assistência à Saúde no Estado do Acre desta quarta-feira (31).

Dos 11 dias em que a ocupação esteve abaixo dos 100%, no Pronto Socorro da capital acreana, em 7 deles a taxa superou os 90% e apenas em 4 esteve na casa dos 80%. A maior sequência de ocupação máxima registrada na unidade foi de 9 dias, entre 13/03/2021 e 21/03/2021. A última foi de 6 dias, entre 26/03/2021 e 31/03/2021.

No Hospital de Campanha do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-Ac), a situação não foi menos grave que a do Pronto Socorro. Apesar de o número de dias de ocupação máxima ser um pouco menor (16), nos outros 15 ela nunca esteve abaixo de 90%, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Coincidentemente, as maiores sequências do mês em que o Hospital de Campanha do Into-Ac teve ocupação máxima das UTI’s foram as mesmas do Pronto-Socorro – 13/03/2021-21/03/2021 e 26/03/2021-31/03/2021 – nove e seis dias, respectivamente. No total dos dois hospitais, são 80 UTI’s disponíveis (30 no PS e 50 no Into-Acre).

Já no Hospital Regional do Juruá, não houve ocupação máxima dos 26 leitos de UTI disponíveis durante o mês de março, mas a taxa oscilou entre a mínima de 73,1% e 98,2%. No Hospital Regional do Alto Acre, referência para os municípios de Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri e Assis Brasil, ainda não há leitos de UTI disponibilizados pela rede estadual de saúde.

Leitos clínicos

No Pronto Socorro, a ocupação dos leitos clínicos durante o mês de março foi assustadora. Por 17 dias, a taxa foi igual ou superior a 100%, chegando a 170% em duas oportunidades. Já no Into-Ac e no Hospital Regional do Juruá não houve ocupação máxima dos leitos. No Hospital Regional do Alto Acre, em Brasiléia, houve dois dias de ocupação máxima nos leitos de enfermaria.

Nesta quarta-feira, 31 de março, o pior da pandemia no Brasil, com o registro de 3.950 mortes em 24 horas, sendo 9 delas no Acre, a quantidade de internações informadas no estado foi de 399 – das quais 340 foram no SUS e 59 em hospitais da Rede Privada. Desse total, 351 pacientes testaram positivo para a Covid-19.

UTI’s

As internações em UTI’s eram 122, sendo 103 no SUS e 19 na Rede Privada, com 14 pacientes na lista de espera (Rio Branco).

Via: Ac 24 Horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas