18 de maio de 2022   |   14:59  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mais de um terço dos brasileiros tiveram redução de renda durante a pandemia

Segundo levantamento da Serasa e Opinion Box, as finanças de 34% da população foram reduzidas após dois anos de Covid-19

_________________Publicidade_________________

Foto: REUTERS/Amanda Perobelli

Um levantamento realizado pela Serasa e pelo Opinion Box apontou que pouco mais de um terço dos brasileiros tiveram redução de renda devido aos impactos da pandemia do coronavírus.

A pesquisa “Pandemia e os Impactos Financeiros” mostrou como a vida financeira dos brasileiros foi afetada após dois anos de enfrentamento da Covid-19 e os reflexos dessas transformações nos hábitos de consumo, lazer e comportamento.

Para 34% dos brasileiros a renda diminuiu durante a pandemia, enquanto 41% dos consultados afirmaram não ter tido alteração. Entre os que registraram aumento de renda no período, percebe-se um crescimento de oito pontos percentuais: eram 17% em 2021 e, agora, são 25%.

Cresceu também o número de pessoas que afirmaram ter verificado aumento nas despesas. Saltou de metade, no ano passado, para 63% este ano.

No entanto, mesmo com o aumento de gastos e a queda da renda, os brasileiros voltaram a pagar as contas em dia. O percentual de pontualidade subiu de 46% em 2021 para 51% em 2022.

O estudo chama a atenção para os números da região Centro-Oeste. A pesquisa constatou que 62% dos entrevistados da região realizam o pagamento das contas em dia, — a maior proporção em relação ao geral do país.

Corte de gastos

Em razão dos impactos financeiros, houve aumento no corte de gastos. Para passar a pandemia sem dívidas ou sem atrasar as contas, 51% dos entrevistados disseram ter cortado os gastos desnecessários, enquanto em 2021 eram 46% nessa situação.

Além disso, 42% revelaram que começaram a se planejar mais, contra 21% em 2021. Isso fez com que os brasileiros começassem a guardar recursos para casos de imprevistos — 67% disseram que dão mais importância em ter dinheiro guardado, 62% admitiram ter aprendido a cuidar melhor do capital e 54% perceberam que gastavam muito com o que não precisavam.

Ainda assim, mesmo que a consciência tenha aumentado, a reserva financeira dos brasileiros diminuiu um pouco durante a pandemia. Em fevereiro de 2021, 50% disseram terem dinheiro guardado. Agora, esse percentual caiu para 48%.

Por CNN Brasil

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS

AS ÚLTIMAS

top 10 mais lidas