Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mais de 50% dos usuários estão inadimplentes com o Depasa

_________________Publicidade_________________

Governo investe cerca de R$4 milhões por mês para manter o Departamento

Cerca de R$3,5 milhões a R$4 milhões de investimentos mensais do Governo do Estado são necessários para manter o Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) atualmente. Em dezembro de 2020, mais 53,20% dos usuários de fornecimento de água do estado estavam inadimplentes. Segundo a assessoria, os dados não diminuíram em 2021 e maior parte da arrecadação do órgão depende do governo.

O órgão apresenta dificuldades para consolidar os dados atuais, mas segundo a diretora, Waleska Dessoti, a situação permaneceu durante o primeiro semestre de 2021. “A inadimplência é muito grande e a gente está com faturamento muito baixo. Se não fosse o governo investir (…) a gente não tinha como conseguir rodar o Depasa”, informou Waleska em entrevista ao vivo na Rádio Aldeia, na última terça-feira,6.

Desde março do ano passado, o Depasa cessou os cortes do fornecimento de água para quem estava em dívida com o serviço. Devido a pandemia do covid-19, o governador determinou a medida em decreto que vêm sendo renovado a cada 45 dias até hoje. Para a diretora, este é um dos motivos que colaborou para a inadimplência dos usuários, mesmo existindo um canal para negociar as dívidas.

“A gente tem muita dificuldade de receber, a gente cobra, tem um sistema, mas por conta da pandemia o próprio governador disse para não cobrarmos e aguardar. (…) e agora a gente começa a cobrar, porque o índice da doença baixou. A gente vai estar focando [as cobranças] no interior (…) porque lá no interior não tem arrecadação, as pessoas não pagam”, relata Waleska.

Em caso de pessoas inadimplentes com o órgão, o Depasa oferece diferentes formas de pagamento e está aberto a diálogo com os consumidores. Para emitir o boleto da conta de água, o usuário pode clicar AQUI e informar CPF e número de matrícula.

Existe também uma central de atendimento, pelo telefone 0800 717 7711, para buscar informações, resolver questões sobre as dívidas e outros serviços. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.

Por  Daniel Scarcello

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas