30 de junho de 2022   |   15:35  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mais de 1,7 mil passageiros passaram pela rodoviária de Rio Branco nos últimos três dias

Feriado prolongado tem movimentado passagens no transporte terrestre.

_________________Publicidade_________________

Para quem pôde desfrutar do feriado prolongado, a viagem para cidades do interior do estado é uma boa opção. O serviço público do estado está tendo mais um feriado prolongado, porque na quarta-feira (15) foi comemorado o aniversário de 60 anos do estado, que é feriado estadual, já nesta quinta-feira (16) é ponto facultativo de Corpus Christi e o governo também decretou ponto facultativo na sexta-feira (17). Assim o serviço público só volta na segunda-feira (20).

Um balanço da Rodoviária Internacional de Rio Branco aponta que nos últimos três dias – 13, 14 e 15 de junho – passaram 1.726 passageiros que usaram o transporte terrestre para viajar. O número é 26% maior do que em período normais no terminal, quando em três dias eles chegam a registrar 1.370.

O maior movimento foi registrado na quarta-feira (15), quando, ao todo 30 passageiros passaram pela rodoviária, sendo 577 pagantes e 53 com o benefício da gratuidade.

Em entrevista à Rede Amazônica, Elson Pinheiro, representante de uma das empresas que oferecem esse serviço na capital, disse que esse foi um dos melhores feriados.

“Os destinos mais procurados continuam sendo Juruá, Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Tivemos um aumento muito bom nas vendas, em torno de 20%, disponibilizamos mais veículos para que não falte e a gente consiga atender essa demanda. Esse feriado foi um dos melhores que tivemos”, disse.

Na empresa em que ele trabalha, houve um ajuste apenas na tarifa entre Rio Branco e Boca do Acre (AM).

Em fevereiro, as passagens de ônibus entre Rio Branco e as cidades do entorno ficaram mais caras. O reajuste, de 25%, foi autorizado pelo conselho superior da Agência Reguladora dos Serviços Públicos do Acre (Ageac) e foi justificado pelo aumento no preço dos combustíveis, inflação, carga trabalhista e desgaste das estradas.

A passagem de Rio Branco para Cruzeiro do Sul, por exemplo, que custava R$ 148 passou para R$ 185.

Por g1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS