18 de maio de 2022   |   18:28  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mãe ‘tatua’ telefones nas costas da filha por medo de morrer e deixar a criança sozinha na guerra

A ucraniana Sasha Makoviy publicou uma foto de Vira, de 2 anos, com as anotações nas costas; a postagem viralizou

_________________Publicidade_________________

Uma mãe ucraniana viralizou nas redes sociais após publicar uma foto em que a filha aparece com números de telefone de familiares escritos à caneta nas costas. Segundo Sasha Makoviy, ela decidiu “tatuar” a pequena Vira, de apenas 2 anos, para o caso de morrer e a pequena ficar sozinha.

Na publicação, Sasha explicou que os primeiros dias de guerra foram aterrorizantes e que ouvia de sua casa o som das bombas lançadas pelo Exército russo.

“Escrevi para o caso de Vira sobreviver e algo acontecer conosco, de modo que alguém a pudesse resgatar. […] Um pensamento louco passou pela minha cabeça: ‘Por que não tatuar as informações nela?’.”

A publicação da ucraniana tem mais de 20 mil curtidas e ganhou repercussão internacional. Sasha voltou a usar a internet para contar que ela e a filha estão bem e que conseguiram fugir para a França.

“Quero informar que eu e a Vira estamos absolutamente seguras. Fomos para o exterior e estamos no sul da França. Fomos recebidos por voluntários com moradia e com todos os cuidados.”

Para Sasha, é difícil entender como tantas pessoas se preocuparam com a vida dela e a de sua filha, enquanto outros milhares de seres humanos atacam a Ucrânia diariamente.

“Não me ocorre como no nosso mundo, no mesmo momento em que o mal contínuo invadia nossas cidades, eu estava cercada [nos comentários do Instagram] por esse bem sem limites.”

De acordo com a agência das Nações Unidas para refugiados, mais de 4,3 milhões de crianças precisaram deixar suas casas desde que a Rússia iniciou a ofensiva contra a Ucrânia, em 24 de fevereiro.

via-R7

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS