1 de julho de 2022   |   23:37  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Mãe faz alerta após balão de aniversário causar queimadura no filho

Um balão de aniversário quase causou uma fatalidade para uma família australiana após um incidente com um balão flutuante.

_________________Publicidade_________________

Uma mãe australiana, identificada como Tina, foi às redes sociais para alertar pais e mães sobre um perigo “invisível” em balões flutuantes de aniversário, após adquirir um conjunto de balões para a festa de 7 anos de seu filho. Em um incidente doméstico, o pequeno sofreu uma queimadura no braço depois que a decoração explodiu.

Comum em comemorações, os balões preenchidos com gás hélio fazem a festa da garotada e deixam a celebração mais bonita. No caso dela, porém, o item quase causou um desastre. Tina comprou um conjunto das peças para a festa de seu filho e, em especial, um grande, transparente, com outros balõezinhos dentro.

Balão de festa - gás hélio - gás hidrogênio
Mãe  comprou balão flutuante para enfeitar festa do filho, mas o item de décor que explodiu

“O buquê de balões estava benfeito e ficamos felizes com a encomenda. Provavelmente, como a maioria das pessoas, mantivemos o arranjo em casa por alguns dias e planejamos descartar os balões conforme eles murchassem”, explicou, nas redes sociais.

“Meu filho levou o balão com ele para o quarto e, de repente, ouvimos uma explosão muito alta e a força balançou nossa casa”, escreveu. “Até vimos um pouco de faísca/fogo junto com o barulho. Corremos para ver como ele estava e tinha pedaços de balão por toda a parte”, relatou a mãe.

De acordo com ela, vários pedaços de balão estavam espalhados por todo o quarto e, milagrosamente, não havia atingido nenhuma parte sensível da criança, como os olhos e rosto. “A única lesão que ele teve foi uma pequena queimadura no antebraço, por causa do balão derretido que encostou nele”, contou.

Balão com hidrogênio

Ao procurarem uma resposta para o ocorrido, Tina ligou para a loja onde havia comprado os adornos e, prontamente, a loja informou que ao invés de gás hélio usaram gás hidrogênio para encher o balão por ser mais barato. “Eles se desculparam sinceramente e admitiram de imediato que a equipe se esqueceu de colocar um adesivo de aviso”, escreveu a mãe.

“Isso é muito perigoso e muitas pessoas não fazem ideia. Como eu, todo mundo assume que é hélio. Os balões geralmente ficam perto de bolos e velas acesas. Uma pequena faísca pode inflamar o balão”, disse ela.

Balão de festa - gás hélio - gás hidrogênio
O filho de Tina, felizmente, sofreu apenas uma pequena queimadura no antebraço

Uma verdadeira bomba relógio, esse tipo de gás pode causar uma explosão em contato com fogo ou calor. “Nosso quarto não tinha vela acesa ou chama. As lâmpadas do teto são de LED e não aquecem”, escreveu Tina.

“Depois de muita pesquisa na internet, descobrimos que o hidrogênio usado para inflar o balão pode reagir com o oxigênio junto com o atrito para criar energia. O grande balão continha pequenos balões dentro dele. Era uma receita para o desastre. O atrito pode ter desencadeado a explosão, junto com o vazamento de oxigênio/hidrogênio”, relatou ela.

Por sorte, o caso da australiana não terminou pior, mas ela contou que se sentiu motivada a compartilhar sua experiência para “alertar os pais para não deixarem seus filhos brincarem com esse tipo de balão, a menos que tenha sido você que o encheu”.

Por Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS