Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Lideranças de facções criminosas serão transferidas para o interior do Acre

O presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen), Eden Azevedo, usou as redes sociais para repudiar a atitude da direção do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), em realizar a transferências de presos de alta periculosidade aos presídios do interior do Acre.

Azevedo destacou que no interior do Acre, não há estrutura e nem agentes suficientes para receber as principais lideranças de uma das organizações mais perigosas que atuam no Estado. Para o representante da categoria, a atitude é ‘irresponsável’.

“A decisão do Iapen é temerária e absolutamente irresponsável, uma vez que pode ensejar ataques a tentativas de fugas, em virtude do baixo efetivo de policiais penais”, alertou.

Eden teme que a ação possa resultar em conflitos entre agentes e detentos. “Cabe lembrar o que tem acontecido no estado do Pará, que nos últimos dias teve 8 policiais penais mortos em ataques produzidos por organizações criminosas”, ressaltou, enfatizando que, o governo deveria ter efetuado a transferência desses presos aos presídios de segurança máxima federal.

O que diz o Iapen

Em contato com a assessoria do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), fomos informados que o órgão realizou a transferências de 13 detentos, porém, garantiu que eles não são lideranças criminosas.

Via-Ac 24 horas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas