Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Liberado há 46 horas, corpo de Lázaro aguarda funerária no IML de GO

O sepultamento de Lázaro está previsto para acontecer nesta quinta-feira, em local não divulgado. A cerimônia será fechada para a família

_________________Publicidade_________________

O corpo de Lázaro Barbosa de Sousa, morto aos 32 anos após uma troca de tiros com policiais em Águas Lindas de Goiás, passou por necropsia e foi liberado pelos peritos do Instituto de Medicina Legal (IML) de Goiânia, nesta quarta-feira (30/6). Acuada, a família não buscará o corpo, que será entregue, por meio de procuração, a uma funerária nas próximas horas.

sepultamento de Lázaro está previsto para acontecer amanhã. O local e horário não foram divulgados. “A família optou por fazer uma cerimônia fechada somente para os parentes. O local do sepultamento e a data não serão divulgados, por questão de segurança e privacidade dos familiares”, esclarece o advogado Wesley Lacerda, que presta apoio aos parentes do suspeito.

“Como foi dito por mim, eu prestaria apoio à família neste último momento, por uma questão de caridade e humanidade, pois os familiares são muito carentes e de baixa instrução”, revela o advogado. “Meu apoio ficou restrito a buscar informações junto ao IML sobre a liberação do corpo, bem como a passar as informações corretas, e de forma clara, para os familiares – o que foi feito”, ressalta.

Lázaro foi morto após 20 dias de caçada, protagonizada por uma força-tarefa composta por 270 policias de diversas forças de segurança. O homem é suspeito de cometer uma chacina, matando quatro pessoas de uma mesma família, no Incra 9, em Ceilândia, no dia 9 de junho.

Após cometer o quádruplo homicídio, Lázaro fez outra família refém, ainda no DF, um dia antes de fugir para o Entorno do DF, na região de Cocalzinho e Edilândia, onde ficou por 20 dias escondido em uma região de mata.

Via-Metrópoles

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas