Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Jovem é preso suspeito de estupro virtual após exigir que professora mandasse vídeos íntimos para ele, em Pires do Rio

Mulher contou à polícia que havia conhecido o suspeito pela internet há poucos dias e, após trocar 'nudes' com ele, o investigado começou a ameaçá-la. Prints das conversas mostram o crime.

_________________Publicidade_________________

Um jovem de 27 anos foi preso suspeito de praticar estupro virtual, em Pires do Rio, na região sudeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, por um aplicativo de mensagens ele ameaçava divulgar vídeos íntimos de uma professora caso ela não continuasse mandando o conteúdo para ele.

O nome do investigado não foi divulgado pela Polícia Civil. Portanto, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele para que pudesse se posicionar sobre o caso.

O crime é previsto no Artigo 213 que, apesar de não citar o termo, passou a caracterizar estupro como o ato de “constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso” -entenda o que é estupro virtual.

O homem foi preso em flagrante, na manhã da última quinta-feira (24), depois que a vítima procurou a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc), em Goiânia. Segundo a delegada Sabrina Leles, a jovem de 25 anos contou que havia conhecido o suspeito pela internet há poucos dias e, após trocar “nudes” com ele, o investigado começou com as ameaças.

“Ela chegou desesperada, inclusive, aos prantos e afirmando que preferia se matar do que ter imagens íntimas dela divulgada nas redes sociais. Por ser professora do ensino infantil e por ter um filho ainda pequeno, ela estava com muito medo de ser exposta”, contou a delegada.

Prints de conversa pela internet entre vítima e suspeito de estupro virtual, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Prints de conversa pela internet entre vítima e suspeito de estupro virtual, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Em prints de conversas divulgados pela corporação é possível ver que o suspeito chegou a pedir um vídeo de quatro minutos para a vítima e, quando ela recusou fazer o conteúdo, ele a ameaçou e proferiu xingamentos contra ela. Segundo a delegada, ele chegou a exigir que a professora dissesse o nome dele durante as gravações para que ele tivesse certeza de que era ela quem estava gravando.

Diante dessa situação, após realizar algumas diligências, a polícia conseguiu identificar o suspeito como sendo morador de Pires do Rio, onde ele foi preso em flagrante. Em seguida, ele foi conduzido à Dercc, onde foi autuado por estupro consumado, na modalidade virtual.

Segundo a delegada, se condenado, ele pode pegar até 10 anos de prisão. Como o nome dele não foi divulgado pela autoridade policial, o G1 não conseguiu checar junto ao Poder Judiciário se ele permanece preso até a tarde desta sexta-feira (25).

Jovem é preso suspeito de estupro, em Pires do Rio, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Jovem é preso suspeito de estupro, em Pires do Rio, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas