9 de agosto de 2022   |   18:05  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Jovem de 21 anos é a segunda vítima de afogamento no Juruá não resgatada em 2022

_________________Publicidade_________________

Depois de seis dias, o Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul suspendeu na última segunda-feira (16) as buscas pelo corpo da jovem Eliziane Moreira do Vale, de 21 anos, que desapareceu na manhã da quarta-feira anterior nas águas do Rio Juruá, no município de Rodrigues Alves.

O acidente ocorreu depois que a canoa na qual a vítima viajava bateu em um tronco de árvore que estava no leito. Outras cinco pessoas que estavam no barco, dentre elas o filho de Eliziane, de apenas quatro meses, saíram ilesas.

De acordo com o que foi apurado, Eliziane estava no barco de pequeno porte com outras cinco pessoas. À altura da comunidade 13 de maio, já no município de Rodrigues Alves, o condutor não viu o tronco de uma árvore no leito do rio e bateu contra o mesmo, com a canoa indo a pique.

O marido da vítima conseguiu sair com o filho do casal, mas a mãe não teve a mesma sorte. Acredita-se que Eliziene tenha batido com a cabeça e desaparecido.

O comandante do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul, tenente Josadac Cavalcante, disse que a equipe realizou seis dias de buscas, sendo três de mergulhos e três de buscas superficiais.

De acordo com o oficial, em 2022 seis pessoas morreram afogadas na região e Eliziane é a segunda a não ter o cadáver resgatado. Ele voltou a alertar para que as pessoas que andam de barco no Rio Juruá usem coletes salva-vidas.

“Em nenhum dos casos as pessoas usavam esse tipo de proteção, o que seguramente haveria impedido a fatalidade”, concluiu Josadac.

Com informações Ac24Horas.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS