25 de maio de 2022   |   04:19  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

José Mauro Coelho é aprovado pelo comitê de elegibilidade da Petrobras

_________________Publicidade_________________

O comitê de elegibilidade da Petrobras aprovou na segunda (11.abr) o nome de José Mauro Ferreira Coelho para presidente da estatal e membro do Conselho de Administração. A indicação começa a ser votada na assembleia geral de acionistas, nesta quarta-feira (13.abr).

O ministério de Minas e Energia anunciou na semana passada a indicação de Ferreira Coelho para a presidência da Petrobras e do engenheiro Márcio Andrade Weber para presidir o Conselho de Administração, depois de os dois primeiros nomes indicados, Adriano Pires e Rodolfo Landim, desistirem por riscos de reprovação.

“Não há qualquer fato relevante ou atualização a ser reportada que caracterize impedimento para a eleição do indicado”, informa ata da reunião 259 do Comitê de Pessoas da Petrobras (COPE), responsável pela análise prévia dos nomes. 

O comitê de elegibilidade aprovou por unanimidade a indicação de Ferreira Coelho. “Opinou que o candidato José Mauro Ferreira Coelho preenche os requisitos necessários previstos na Lei das Estatais e não incorre em suas vedações.”

Ferreira Coelho já foi secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis do ministério de Minas e Energia e trabalhou na Empresa de Pesquisa Energética (EPE), estatal vinculada à pasta. Os nomes de Ferreira Coelho e Márcio Weber devem ser referendados agora na Assembleia Geral de Acionistas, órgão competente para eleição dos membros do Conselho de Administração e presidente da estatal.

Se aprovado, Ferreira Coelho assume na vaga do general Joaquim Silva e Luna. O comitê fez recomendações, caso ele seja confirmado, que deixe de receber “remuneração compensatória referente ao período de impedimento legal de seis meses (quarentena), ao qual foi submetido após desligar-se do cargo de Secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustível do Ministério de Minas e Energia, que ocupou no período de 03/04/2020 a 28/10/2021”. A recomendação decorre de sugestão “de medidas mitigatórias indicadas pela Diretoria de Governança e Conformidade”.

Por SBT News

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS