Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Jogador é esfaqueado após suposta briga por farinha em alojamento no Amazonas

Dirigente do CDC Novo Aripuanã teria esfaqueado um atleta após briga no almoço. Duas partes preferiram não se manifestar, mas o jogador confirmou que fez um B.O. na polícia

_________________Publicidade_________________

O CDC Manicoré/Novo Aripuanã foi uma das equipes participantes da Série B do Amazonense 2021. Durante sua campanha na primeira fase, que foi toda disputada em Manaus, o clube ficou alojado na Vila Olímpica do Amazonas, espaço da Fundação de Alto Rendimento do Amazonas (Faar).

Além de sua campanha ruim, com cinco derrotas em cinco jogos, e um W.O por abandono na sexta rodada, o time também teve muitos problemas extracampo. E um deles chamou a atenção. Somente nesta semana foi divulgado um vídeo do último dia 21 deste mês em que um dos atletas foi esfaqueado no alojamento após uma suposta briga por farinha. 

Segundo informações apuradas, o clima não era dos melhores. Na hora do almoço, um dirigente chamado Douglas teria pego a farinha que veio na comida (marmita) do atleta conhecido como Duran. Após isso, começou uma discussão e o dirigente pegou uma faca e esfaqueou o jogador.

O fato teria acontecido no dia 20 de outubro, no alojamento da Vila Olímpica de Manaus. Em nota, a Fundação Amazonas de Alto Rendimento, que administra o local, informou que os atletas ficaram 29 dias nas dependências. O jogador chegou a ser atendido no hospital, mas não teve consequências graves e está bem.

A Faar confirmou também que houve uma confusão entre os jogadores por motivos fúteis, mas não deu detalhes sobre o ocorrido. Disse apenas que repudia qualquer ato, ou prática, que não condiz com os valores desportivos. Além disso, ressaltou que CDC está impedido de acessar as dependências da Vila por tempo indeterminado e que instaurará uma sindicância administrativa para apurar eventuais irregularidades. Veja nota completa no final da matéria

CDC Novo Aripuanã perdeu todos os jogos que disputou na Série B — Foto: João Normando/FAF

CDC Novo Aripuanã perdeu todos os jogos que disputou na Série B — Foto: João Normando/FAF

O ge.globo entrou em contato com as duas partes, mas ambos preferiram não se manifestar sobre o ocorrido. Duran falou apenas que registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) na polícia contra o dirigente. O ge também tentou contato com o presidente do CDC, Roberto Soares, mas também não teve retorno.

Problemas contratuais

Os problemas do CDC Novo Aripuanã vão além do campo. Alguns jogadores procuraram o ge Amazonas e revelaram que o clube ainda deve pagamentos. Além disso, confirmaram que o pagamento para inscrição no BID foi feito pelos atletas, mas que até agora não apareceram no sistema da CBF e os dirigentes não dão retorno.

Um desses jogadores teria pago R$ 700 para o dirigente chamado Douglas Teixeira, na promessa de que seria inscrito no campeonato e teria o dinheiro de volta, mas não teve retorno. Douglas, segundo o atleta, que não quis revelar seu nome, não respondeu mais as mensagens e ligações. O ge tentou contato com ele, mas também não conseguiu.

W.O. por abandono

O último jogo do CDC Novo Aripuanã na Série B do campeonato amazonense estava marcado para a última segunda-feira, mas o clube não entrou em campo. Os atletas até chegaram a ir para o estádio onde o clube enfrentaria o Atlético–AM, mas não tinham o uniforme para disputar a partida. No fim, foi decretada a derrota por W.O.

Além do W.O. para o Atlético-AM, o CDC perdeu cinco jogos anteriores que disputou. Perdeu por 6 a 0 para o Operário-AM; 3 a 0 para o Manauara; 5 a 0 para o Rio Negro; 5 a 0 para o Tarumã; e 14 a 0 para o Sul América.

CDC perdeu por W.O. após jogadores chegarem sem uniforme para última partida — Foto: Divulgação

CDC perdeu por W.O. após jogadores chegarem sem uniforme para última partida — Foto: Divulgação

Confira a nota na íntegra da Fundação Amazonas de Alto Rendimento

A Fundação Amazonas de Alto Rendimento (Faar) informa que jogadores do CDC Novo Aripuanã estiveram alojados no hotel da Vila Olímpica de Manaus, situada na zona centro-oeste da capital, durante 29 dias, em decorrência ao Campeonato Amazonense Série B.

Na manhã da última quarta-feira (20), um vigilante de segurança, que atua na praça esportiva, foi acionado até as dependências do alojamento, por volta de 11h40. No local, foi constatado o ato de agressão entre dois atletas do clube por motivos fúteis.

A Fundação reforça o compromisso com os atletas de alto rendimento do Estado do Amazonas e repudia qualquer ato, ou prática, que não condiz com os valores desportivos.

Diante do ocorrido, a Faar instaurará uma sindicância administrativa para apurar eventuais irregularidades. Em virtude disso, o Clube CDC Novo Aripuanã está impedido de entrar nas dependências da Vila Olímpica, por tempo indeterminado.

Por GE

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas