7 de agosto de 2022   |   22:52  |  

booked.net

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Ivan Kuliak: Ginasta russo é banido após usar símbolo pró-guerra em pódio

Atleta de 20 anos usou um "Z" em seu collant, insígnia vista em veículos e tanques usados pelo exército russo.

_________________Publicidade_________________

O ginasta russo Ivan Kuliak, que recebeu críticas fora da Rússia por usar um símbolo pró-guerra no pódio ao lado de um atleta ucraniano, foi banido por um ano devido às suas ações.

O atleta de 20 anos usou um “Z” em seu collant, enquanto estava ao lado do ginasta ucraniano Illia Kovtun, em um pódio em março – Kovtun venceu o ouro e Kuliak recebeu o bronze nas barras paralelas na Copa do Mundo da ginástica em Doha, no Catar.

A insígnia “Z” foi vista em veículos e tanques usados pelo exército russo, e se tornou um símbolo de apoio à invasão da Ucrânia.

A Federação Internacional de Ginástica (FIG, na sigla em inglês) criticou Kuliak por seu “comportamento chocante” e o atleta foi sancionado pela Comissão Disciplinar da Fundação de Ética na Ginástica (GEF) por violar as regras da FIG.

A GEF decidiu que Kuliak está banido de qualquer evento da FIG por 12 meses, e deve devolver sua medalha de bronze.

“Se as medidas protetivas que impedem atletas russos de competir ainda estiverem em vigor em 17 de maio de 2023, o banimento deve continuar e expirar seis meses após a remoção de tais medidas”, acrescentou a nota.

Atletas e oficiais russos e belarussos, incluindo juízes, não podem participar de atividades oficiais sancionadas pela FIG, que seguiu o conselho de Comitê Olímpico Internacional (COI) em meio à invasão.

Kuliak também deve devolver o prêmio em dinheiro que recebeu. O ginasta tem 21 dias para abrir um recurso contra a decisão.

A reportagem contatou a Federação de Ginástica Artística da Rússia sobre a possibilidade de recurso, mas não recebeu resposta.

Em meio às críticas, Kuliak disse que “faria exatamente o mesmo” se tivesse outra chance, de acordo com a mídia estatal russa na época.

“Eu o vi com nosso exército e procurei o significado do símbolo. No fim das contas, [significa] ‘pela vitória’ e ‘pela paz’”, afirmou Kuliak ao veículo controlado Russia Today.

“Eu não desejo mal a ninguém, apenas mostrei o meu posicionamento. Como atleta, eu sempre lutarei pela vitória e apoiar a paz”, completou.

Com informações CNN.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

LEIA MAIS