Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Itália revoga quarentena para viajantes de União Europeia, Reino Unido e Israel; mantém ao Brasil

A regra vai mudar no dia 16 de maio. O país obrigava os viajantes a ficarem cinco dias isolados e fazer dois testes para detectar o coronavírus.

_________________Publicidade_________________

A Itália revogará as restrições de quarentena para viajantes que chegam de países europeus e da chamada zona Schengen, assim como do  Reino Unido e de  Israel, a partir do dia 16 de maio, informou o Ministério da Saúde do país nesta sexta-feira.

O ministério acrescentou que as restrições atualmente vigentes para pessoas que viajam do Brasil estão mantidas.

As pessoas que entram na Itália vindas dos países que agora foram liberados tinham que observar cinco dias de quarentena e passar por exame obrigatório antes da chegada e ao final do período de isolamento.

Um teste negativo para Covid-19 realizado antes da viagem ainda será exigido, disse o ministério em comunicado.

Seleção vacinada no começo do mês

Os jogadores de futebol italianos convocados para a Eurocopa receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no começo de maio, anunciou a federação italiana de futebol (FIGC).

A autoridade máxima responsável pela crise de saúde no país “autorizou a vacinação prioritária dos jogadores que farão parte da delegação da Seleção Italiana de Futebol que participará do torneio europeu em junho”, divulgou a FIGC.

Metade dos 35 jogadores pré-convocados pelo técnico Roberto Mancini para a concentração na Sardenha a partir de 24 de maio foi vacinada em Milão, o restante em Roma. Eles receberam a vacina desenvolvida pelo laboratório Pfizer em parceria com a BioNTech. Já os membros da comissão técnica serão imunizados em outro momento.

Via-G1

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas