Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Internos do ISE participam de projeto de Horta Comunitária em Cruzeiro

_________________Publicidade_________________

Plantando sonhos e ter novas oportunidades diante da sociedade. Se sentir útil, adquirir conhecimento técnico e ter a esperança de um futuro melhor. Tudo isso nasce dentro do centro socioeducativo com a implantação da horta construída e cultivada pelos internos do ISE.

O projeto que nasceu em 2018 no Juruá, ganhou espaço na capital e chegou em Feijó. Mas o objetivo do presidente do Instituto Socioeducativo do Acre, Coronel Mario César, é fazer com que até o fim deste ano, o projeto plantando sonhos chegue nos outros cinco centros socioeducativos do estado.

O diretor do centro socioeducativo do Juruá que também é agrônomo e criador do projeto, Angenor Correia lembra como esse sonho ganhou forma. “A gente começou com uma leira e agora nós temos doze leiras funcionando no centro. A gente pega normalmente seis a dez internos e leva pra horta e eles aprendem todas as técnicas”.

Com aulas teóricas repassadas pelo próprio Diretor que tem formação acadêmica de engenheiro agrônomo, os 18 internos aprendem na prática, tudo que é repassado e o resultado é o conhecimento que será levado para toda vida. “A grande satisfação é que eles saem com desejo de mudança através da horticultura. Eles pensam em ir trabalhar na área. Alguns querem saber como que se torna um engenheiro agrônomo e jajá eles não vão estar mais conosco e só levam as experiencias boas”.

Se tem fartura na colheita, sobra interesse pelo conhecimento.
Com pouco mais de 17 anos, um jovem entrevistado pela nossa equipe já tem certeza do que vai fazer lá fora quando voltar para o convívio social. “O que eu aprendi aqui eu posso repassar para pessoas que não sabem e para que um dia eu possa me profissionalizar na área”.

Quando a horta iniciou era apenas uma leira que virou um grande projeto que nem mesmo o fundador imaginou que iria transformar a vida de muito dos jovens que pelo Centro
passaram, após cometerem algum ato infracional. Hoje são 14 leiras com mais de oito tipos de hortaliças, além de frutas, tudo plantado e cultivado pelos jovens.
“O que a gente mais aprende é o manejo das plantas, o distanciamento, a colheita delas e até mesmo o plantio como a bandeja sementeira para semear as hortaliças que plantamos por sementes”, disse um dos internos.

O lar dos Vicentinos e também o hospital de Campanha do Juruá, recebem hortaliças do Centro Socioeducativo e colabora com alimentação mais nutritiva para os pacientes e também para os profissionais que trabalham no hospital, além dos idosos que também precisam dessa alimentação reforçada. “Para nós é um motivo de muita gratificação. Nós da cozinha do Hospital do Juruá, recebermos a doação do centro socioeducativo, que são importantes para uma boa alimentação dos pacientes”, relatou o coordenador da cozinha da unidade de saúde.

Uma parte das hortaliças é comercializada em um supermercado da cidade e o dinheiro é utilizado nas atividades com os internos. “Uma parte da nossa verdura vai para alimentação dos internos, a outra parte utilizamos o recurso para pequenos reparos”conclui Angenor Correia – Diretor do ISE de Cruzeiro do Sul.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas