Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Prefeitura de Mâncio Lima dá início à vacinação contra a Covid-19 em pessoas com comorbidades

_________________Publicidade_________________

Ações estão sendo organizadas de forma descentralizada, para haver melhor acolhimento aos integrantes do novo grupo prioritário

Com mais 5.200 doses de vacina recebida e pouco mais de 4.175 mil pessoas já imunizadas com pelo menos uma dose contra a Covid-19, a Prefeitura de Mâncio Lima avança na vacinação das pessoas com comorbidade. Conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI), trata-se de um novo grupo prioritário de aplicação de doses para combater o Coronavírus. Integrantes desse grupo devem ficar atentos aos dias e horários de vacinação, bem como, aos documentos exigidos para a comprovação da doença.

“Eu sou, primeiramente, grata a Deus, porque temos muitas pessoas que ainda não tiveram a oportunidade de tomar essa vacina e, segundo, agradeço de mais o serviço de saúde e a Prefeitura de Mâncio Lima, que tem feito um esforço gigantesco para que a vacina chegue àqueles grupos ao qual é destinada. Mesmo vacinada com a primeira dose, os cuidados são mantidos, estou em isolamento, uso máscara sempre que preciso sair e recomento que as outras pessoas façam o mesmo”, disse a funcionária pública Renê Marçal da Costa Silva.

Quem esteve acompanhando de perto o início da vacinação para os grupos das comorbidades foi o Prefeito em Exercício Renan Costa que, acompanhado do Presidente da Câmara de Vereadores em Exercício Vlade Vasconcelos e do Vereador Mazin estiveram nas unidades de saúde onde acontece a imunização.

“A vacina é fundamental e, diria até que a arma principal que temos contra esse vírus, que já nos tirou tantos amigos e pessoas queridas. É importante que as pessoas não deixem de se vacinar, não deixem de procurar as unidades de saúde para receber o imunizante porque fazendo isso vão estar protegendo a si mesmo e a quem você ama”, finalizou Renan Costa, Prefeito em Exercício.

Como forma de evitar aglomeração, a Secretaria de Saúde está organizando a vacinação de forma descentralizadas e com doses disponíveis nas Unidades de Saúde. O objetivo é garantir melhor acolhimento para as pessoas com comorbidades e mais segurança aos pacientes durante a verificação dos documentos que comprovarão a doença.

“Aqui na Unidade de Saúde Quintino Rio Branco Lebre a vacinação tem ocorrido de maneira tranquila, a procura é maior nas primeiras horas, porém, durante todo o dia vamos estar para aqui parta atender as prioridades desta fase de vacinação. Até o momento não tivemos nenhuma recusa, apenas um senhor que viaja hoje para Rio Branco a tratamento e que recomendamos o mesmo a tomar sua dose assim que voltar, visto que, a vacina dar reações. Nesta unidade, temos um grupo pequeno, os nossos agentes de saúde já haviam feito um levantamento prévio”, destacou Evanilda Maia, Técnica de Enfermagem.

O Presidente da Câmara de Vereadores, Vlade Vasconcelos, acompanhou a vacinação e falou da alegria e da importância da imunização para este grupo considerado de risco e que tem sido um dos mais afetados pela COVID-19.

“Estou muito feliz por estar aqui como Presidente da Câmara em Exercício acompanhando o prefeito nas Unidades de Saúde, que estão dando início a vacinação da COVID-19 para o grupo das comorbidades. Esse grupo tem sido um dos mais afetados por este vírus e, infelizmente muitos não estão aqui para contar a história. Esta é uma pauta que eu defendo muito, a pauta da Saúde e, é muito importante que as pessoas sejam bem assistidas e vacinadas neste momento de pandemia que passamos”, finalizou Vlade Vasconcelos, Presidente em Exercício da Câmara de Vereadores.

Campanha de Vacinação contra a Covid-19 em Mâncio Lima Comorbidades – Fase 1

  • Pessoas com Síndrome de Down de 18 anos acima.
  • Pacientes que fazem terapia renal substitutiva (hemodiálise) idade acima de 18 anos.
  • Gestantes com comorbidades com idade acima de 18 anos.
  • Puérpera com até 45 dias após o parto que possuem alguma morbidade
  • Pessoas com comorbidades com idade de 55 a 59 anos.

Jenildo Cavalcante

Assessoria de Comunicação Social

Imagens: Evandro Ibernon

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas