Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Índios Katukina devem fechar a BR 364 na quarta-feira (01) contra a aprovação do Marco Legal

O líder Adriano Katukina diz que a interrupção do tráfego da rodovia federal vai durar o dia todo e será um ato de protesto contra a lei e convida outros povos indígenas e lideranças para participar do protesto de fechamento da estrada que liga a região do Juruá ao restante do Acre.

_________________Publicidade_________________

Indígenas da etnia Hone Katukina, que vivem a cerca de 70 quilômetros de Cruzeiro do Sul, vão fechar a BR-364 na próxima quarta-feira, 1° de setembro, data enquanto o Supremo Tribunal Federal (STF) irá votar a lei do Marco Legal. O líder Adriano Katukina diz que a interrupção  do tráfego da rodovia federal será um ato de protesto contra a lei e convida outros povos indígenas e lideranças  para participar do protesto de fechamento da estrada  que liga a região do Juruá ao restante do Acre.

O fechamento vai durar o dia todo, segundo Adriano Katukina. “Não estamos protestando contra o governo estadual ou municipal, e sim contra o Marco Legal, que não reconhece os direitos que nossos ancestrais lutaram para conquistar. É uma luta por todos nós indígenas do Brasil e pelas futuras gerações”, explica, que pede desculpas para quem precisa usar a BR. “Não queremos prejudicar ninguém”, relata.

O marco temporal, que é  defendido por ruralistas, define que terras do Brasil só podem ser reivindicadas por etnias indígenas caso tenham sido ocupadas antes da Constituição de 1988. Em protesto contra a aprovação da medida, indígenas de várias etnias e estados aguardam a votação na Praça dos Três Poderes. A votação já foi adiada pelo STF em duas ocasiões.

Por Sandra Assunção

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas