Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Índia promete distribuir mais vacinas enquanto estados estendem restrições

O número de mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas na Índia passou de 4 mil pela quarta vez em uma semana

_________________Publicidade_________________

Alguns estados indianos disseram no domingo (16) que estenderiam suas medidas restritivas para ajudar a conter a pandemia que matou mais de 270 mil pessoas no país, enquanto o governo federal se comprometia a aumentar o fornecimento de vacinas.

O número de mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas na Índia passou de 4 mil pela quarta vez em uma semana, com as 311.170 novas infecções de domingo representando o menor aumento em um único dia em mais de três semanas.

Autoridades de saúde federais alertaram contra qualquer complacência com um “platô” no aumento de infecções, no entanto, e instaram os estados a adicionar unidades de terapia intensiva e fortalecer sua força de trabalho médica.

Os estados do norte de Delhi e Haryana prorrogaram os bloqueios, com término previsto para segunda-feira (17), em uma semana.

O ministro-chefe de Delhi, Arvind Kejriwal, disse que a taxa de casos positivos em comparação com os testes gerais realizados caiu para 10%, ante 30% no início deste mês.

“Os ganhos que obtivemos na semana passada, não queremos perdê-los. Portanto, vamos estender o bloqueio por mais uma semana”, disse Kejriwal a repórteres.

O estado de Kerala, no sul, que já havia anunciado uma extensão do bloqueio, também introduziu restrições mais rígidas em alguns distritos no sábado (15). O governo alertou que as pessoas que não usassem máscaras quando necessário ou que violassem os protocolos de quarentena seriam presas, com drones ajudando a identificar os violadores.

O governo indiano disse que enviará 5,1 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 aos estados nos próximos três dias.

Embora a Índia seja a maior nação produtora de vacinas do mundo, apenas 141,6 milhões de pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina, ou cerca de 10% de sua população de 1,35 bilhão, de acordo com dados do ministério da saúde.

O país vacinou totalmente pouco mais de 40,4 milhões de pessoas, ou 2,9% de sua população.

Avanço do ciclone

O fornecimento de doses de vacinas da Índia deve aumentar para 516 milhões até julho, e mais de 2 bilhões entre agosto e dezembro, impulsionado pela produção doméstica e pelas importações, disse o ministro da Saúde, Harsh Vardhan. O país recebeu mais 60 mil doses da vacina Sputnik V, da Rússia, no domingo.

A taxa média de vacinação do país em sete dias caiu para 1,7 milhão no domingo, de 1,8 milhão na semana anterior, depois que Maharashtra, o estado mais rico, e Karnataka, no sul, suspenderam a aplicação de vacinas para adultos com menos de 45 anos.

O primeiro-ministro Narendra Modi abriu a vacinação para todos os adultos a partir de 1º de maio, dobrando o número de elegíveis para cerca de 800 milhões, embora a produção doméstica permaneça praticamente estável até julho, em cerca de 80 milhões de doses por mês.

As autoridades do estado de Gujarat, no oeste de Modi, disseram que suspenderiam as vacinações na segunda e terça-feira (18) para tomar medidas de proteção contra um ciclone que deve ocorrer na próxima semana.

No estado vizinho de Maharashtra, o governo transferiu pacientes infectados pela Covid-19 em centros médicos improvisados em Mumbai, na costa oeste, e para outros hospitais, conforme o ciclone avança em direção a Gujarat, disse o gabinete do ministro-chefe.

As vacinações também devem permanecer suspensas no centro financeiro da Índia, Mumbai, na segunda-feira, informou o parceiro da Reuters, ANI, citando o prefeito da cidade.

Divulgação em zonas rurais

Embora os bloqueios tenham ajudado a limitar os casos em partes do país que foram atingidas por um surto inicial de infecções em fevereiro e abril, como Maharashtra e Delhi, as áreas rurais e alguns estados estão enfrentando novos surtos.

O governo emitiu diretrizes detalhadas no domingo para o monitoramento de casos de Covid-19 que estavam se espalhando no vasto interior da Índia. O ministério da saúde pediu às aldeias que procurassem casos de doenças semelhantes à gripe e fizessem o teste para esses pacientes.

O total de infecções na Índia aumentou em mais de 2 milhões nesta semana e as mortes em quase 28 mil. As mortes aumentaram 4.077 no domingo.

No sábado, autoridades federais de saúde disseram que a proporção de testes positivos caiu para 19,8% nesta semana, de 21,9% na semana passada, gerando esperanças de que as infecções diárias começaram a se estabilizar.

Corpos de vítimas da Covid-19 foram encontrados em alguns rios, disse o governo do estado mais populoso de Uttar Pradesh em uma carta vista pela Reuters, no primeiro reconhecimento oficial da prática alarmante.

Via-CNN

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Redação Juruá Online

Redação Juruá Online

Notícias Relacionadas