Image
Image
Image
Image
Image


    #

    Economia

    Agroindústria aposta em produção de farinha com sabores em Cruzeiro do Sul

    Com sabores de buriti, patauá, açaí, uma agroindústria de Cruzeiro do Sul está apostando na produção de farinha com sabores de frutas da Amazônia. 1º Agroindústria do Acre ainda está em fase inicial de implantação, mas já atua dentro das normas padrões de qualidade e higiene, exigidas por lei. No local, a capacidade de produção mensal chega a meia tonelada.

    Apesar da boa estrutura, o empresário contou que ainda não consegue manter a produção conforme a estrutura do local, em razão da falta de transporte, para trazer a matéria prima, a mandioca, das comunidades rurais até a fábrica que fica na Vila Santa Rosa. Para produção anual, são necessárias 300 quadras de plantio anual, o que pode proporcionar o emprego para pelo menos 200 pessoas.

    O empreendedor contou que a ideia de agregar sabor de frutas regionais à farinha foi em busca de oferecer um produto mais nutritivo, uma opção a mais e algo diferente.

    “Buscamos fazer o diferencial, como toda empresa busca dentro de sua área. O enriquecimento veio para favorecer entre sabor e qualidade, buscando os produtos da Amazônia, oferecendo assim um diferencial das outras farinhas, sendo enriquecida com algum produto com alta quantidade de proteínas e vitaminas”, explicou o proprietário Eduardo Pereira.

    farinha 2 producao web

    Pereira destacou que o intuito da empresa é chegar no mercado dos grandes distribuidores, alcançando assim a maior quantidade de pessoas e de mesas em Cruzeiro do Sul e em outros locais. Atualmente as vendas já acontecem no mercado local, em uma rede de supermercados e foram enviadas amostras para outros estados do Brasil conhecerem os produtos.

    “Buscamos com isso trazer uma maior rentabilidade, com maior número de empregos, que os colonos possam produzir mais. Estamos aqui como parceiros para atender essas pessoas, para que eles ganhem muito mais”, destacou o empresário.

    Além dos sabores já testados e trabalhados atualmente, a agroindústria pretende implementar novos frutos da Amazônia ao gosto da farinha.

    “Estamos esperando novas safras de novos produtos que ainda não temos, e vamos fazer todos os testes, sendo pioneiros em todos os produtos com farinha enriquecida, exatamente para agregar valor a farinha, com menor custo e com maior qualidade, podendo ser vendida em qualquer centro consumidor”, enfatizou Pereira.

    banner sicredi

    banner gazin 300

    © Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

    Image
    Image
    Image

    PUBLICIDADE

    Image