logo_oficial.png

Cotidiano

Bombeiros descartam que corpo encontrado no Rio Juruá seja de professor

O Corpo de Bombeiros encontrou na manhã desta sexta-feira (13) um corpo humano, enterrado nas margens do Rio Juruá, próximo da Comunidade Praia Grande. O corpo já estava em estado avançado de decomposição. O comandante do bombeiro em Cruzeiro do Sul, capitão Oliveira, descartou a hipótese do corpo encontrado ser do professor Gleisson Oliveira, que se afogou na madrugada da última segunda-feira (08).

O pai do professor esteve junto com os bombeiros no local para fazer a primeira análise. Um dos fatores que levou o bombeiro a descartar que o corpo era de Gleisson foi por estar de botas, sendo que no momento do mergulho o jovem estavam descalço.

79532663 745301909304800 6029809525790343168 n

“Uma pessoa vinha subindo o rio e viu a bota no lado do barranco , e informou nossa equipe. O bombeiro foi no loca e identificou a ossada. Está a aproximadamente uns 4,5 quilômetros do local do desaparecimento do professor, e pelas características da ossada não pertence ao professor. É de uma outra pessoa que ainda será identificado.

Algumas pessoas chegavam a comentar no local que o corpo possa ser do comerciante Raimundo Cabral Mendes, que desapareceu desde o dia 28 de novembro, devido o comerciante andar constantemente de botas.

“Na verdade já é uma ossada, e já deve estar ali há muito mais tempo do que o desaparecimento do professor”, enfatizou o comandante.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image