logo_oficial.png

Acre

Tombo no setor de serviços do Acre é o 8º maior do país

Em maio de 2020, o setor de serviços caiu 1,5% na comparação a abril no Estado do Acre. Quando se compara o resultado de maio/2020 com maio/2019 o tombo é de 25,1%, o 8º maior do país no período.

A Pesquisa Mensal de Serviços divulgada nesta sexta-feira (10) pelo IBGE observa que os resultados negativos decorrem da pandemia do novo coronavírus, que afetou setores de peso na economia.

A Associação Comercial do Acre já disse que segmentos como academias praticamente zeraram suas atividades desde que se agravou a crise da Covid-19 –apenas para ficar em um exemplo dos setores drasticamente prejudicados em 2020.

No país, a queda foi 0,9% frente a abril, na série com ajuste sazonal, ainda sob efeito da pandemia de Covid-19. É a quarta taxa negativa seguida, período em que acumulou perdas de 19,7%.

Na série sem ajuste, em relação a maio de 2019, o volume de serviços recuou 19,5%, a terceira taxa negativa consecutiva e a queda mais intensa desde o início da série histórica, em janeiro de 2012. No acumulado no ano, o setor ficou em -7,6% e, nos últimos 12 meses, recuou 2,7%.

Estão afetados os serviços prestados às famílias, serviços de informação e comunicação e transportes –este último perdeu muito no Acre, com ênfase no município de Rio Branco.

 

 sicredi2.png

© Copyright 2015 - Empresa Cruzeirense de Telecomunicações de Rádio e TV LTDA

Image
Image
Image

PUBLICIDADE

Image